Mercado abrirá em 8 h 31 min

'Diabão' defende 'mulher demônia' após críticas e agradece união: 'grato a Deus pela família e pelo casamento'

Redação Notícias
·2 minutos de leitura
Carol Praddo e Michel Praddo, a 'mulher demônia' e 'diabão'. (Foto: Reprodução/Twitter)
Carol Praddo e Michel Praddo, a 'mulher demônia' e 'diabão'. (Foto: Reprodução/Twitter)

A “mulher demônia”, como é conhecida a modificadora corporal Carol Praddo, não vive só: ela é casada com o “Diabão”, apelido para o tatuador e também modificador corporal Michel Praddo. O casal está junto há 11 anos e mora na Praia Grande, no litoral de São Paulo.

Os dois ganharam os holofotes após uma entrevista de Carol Praddo ao G1, na qual ela revela quais foram as modificações feitas no próprio corpo ao longo dos anos.

Além do corpo praticamente coberto de tatuagens, a “mulher demônia” ostenta uma língua dividida (tongue split), pigmentação nos olhos (eyeball tattoo) e um implante de chifres saindo da testa. Apesar do apelido, Carol Praddo se diz “temente a Deus”, confessando inclusive que pediu para Deus antes de colocar os chifres implantados.

Diante das reações negativas, Michel Praddo saiu em defesa da esposa.

“Essa galera ignorante sempre vai existir, não é? Eu tenho aprendido a ignorar, não por ser evoluído, mas porque já me causou muito mal. (...) É ruim quando as pessoas são agressivas e te diminuem ou julgam pela aparência”, declarou ele, em entrevista ao G1.

Leia também

“Diabão” foi além da esposa no que diz respeito às modificações corporal. Ele tem 85% do corpo coberto por tatuagens, chifres implantados, pigmentação nos olhos, dentes alongados e removeu partes das orelhas e do nariz.

O último procedimento, segundo ele, fez com que fosse o primeiro homem no Brasil a ter essa parte do nariz removida. “Diabão” contou ao G1 ainda que não pensava em modificações no rosto, mas que começou a rever esse pensamento há pouco mais de 4 anos e foi seguido por Carol.

“Fomos descobrindo isso (modificações corporais) juntos. Ela veio para esse mundo e se apaixonou por isso também e seguimos tendo várias experiências”, afirmou.

O casal se conheceu em um estúdio de tatuagem e estão juntos desde então, em um relacionamento que reconhecem ser uma “eterna lua de mel”.

“Sou muito grato a Deus pela família e pelo meu casamento. Poucos têm essa chance. Talvez, em vez de julgar, eles devessem aprender sobre o que é amor, o que é família”, finaliza.