Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.767,45
    -497,51 (-0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.129,88
    -185,81 (-0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,08
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.779,10
    +1,70 (+0,10%)
     
  • BTC-USD

    32.577,57
    +613,28 (+1,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    767,68
    -26,65 (-3,36%)
     
  • S&P500

    4.246,44
    +21,65 (+0,51%)
     
  • DOW JONES

    33.945,58
    +68,61 (+0,20%)
     
  • FTSE

    7.090,01
    +27,72 (+0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.309,76
    -179,24 (-0,63%)
     
  • NIKKEI

    28.884,13
    +873,20 (+3,12%)
     
  • NASDAQ

    14.270,75
    +12,50 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9198
    -0,0555 (-0,93%)
     

‘Dia da Marmota’ do Brasil e ativos descontados: Fundos em Foco

·3 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Um desempenho positivo em abril não está deixando os principais gestores financeiros do Brasil otimistas sobre as perspectivas para os ativos do país.

Alguns, como Adam Capital, veem um desconto exagerado nos preços, embora digam que o movimento é parcialmente justificado. Outros, como Verde Asset Management, são mais contundentes, chamando a situação atual do Brasil de “uma versão trágica do Dia da Marmota”.

O fundo, um dos mais reverenciados do Brasil, cita pressões fiscais e inflacionárias implacáveis, a pressão sobre o Banco Central para aumentar os juros e as próximas eleições como fatores que tornam os mercados locais “uma odisseia extremamente complexa”, sem “nenhuma indicação de que as coisas vão melhorar”.

Veja o que algumas das maiores gestoras de multimercado disseram em suas cartas de abril:

Adam Capital

Dados de atividade do país continuam híbridos, os setores de construção e indústria apresentaram queda enquanto os setores de comércio e serviços tiveram melhora. Desconto aplicado nos ativos brasileiros, especialmente juros e dólar, parecem exagerados.

Adam Macro II FIC fund +1,50% em abril; CDI + 0,21%Link para a carta

Bahia Asset

Pressão por mais auxílios emergenciais deve aumentar no Brasil, caso o quadro sanitário não consiga manter trajetória de melhora. Bahia espera que Copom mantenha o ritmo do processo de normalização da Selic, em meio à inflação pressionada. No fiscal, o impasse sobre o orçamento foi superado, mas situação ainda é bem desafiadora. Gestora reduziu o risco das carteiras, e ganhou com posições compradas no setor siderúrgico.

Bahia AM Maraú FIC FIM em abril: +0,89%Link para a carta

Ibiuna Investimentos

Fundamentos para os ativos brasileiros seguem fragilizados e demandam cautela, segundo a Ibiuna. A aceleração da retomada foi mitigada pelo recrudescimento da pandemia, a aprovação do orçamento não parece ter dado cabo de demandas por gastos adicionais e a alta da inflação se mostra mais persistente do que esperado. Gestora vê Selic em, no mínimo, 5,5% ao fim do ano.

Ibiuna Hedge FIC fund em abril: -0,24%Link para a carta

Kapitalo Investimentos

Cenário sugere queda recente no PIB, com recuperação pospositiva para nível acima do início do ano. Para Kapitalo, sinalização do último Copom mostra que a Selic deve subir 75 bps na próxima reunião. Gestora enxerga que o governo caminha para uma solução exequível para orçamento, mas aponta que vacinas e auxílio emergencial já somam mais de R$ 100 bilhões fora do teto de gastos.

Kapitalo Kappa Fin em abril: +1,64%Link para a carta

Legacy Capital

Fundo vê cenário brasileiro distencionado com solução do entrave do orçamento e passagem do pior momento da pademia. Vacinação está em ritmo aceitável e maior flexibilização do isolamento deve favorecer a economia. Legacy destaca o sucesso na abertura de capital da Caixa Seguridade; de um novo lote de leilões de concessões aeroportuárias, e do leilão de privatização da CEDAE. Projeção de crescimento do PIB, em 2021, foi revisada de 3,0% para 3,7%.

Legacy Capital B FIC FIM em abril: +1,01%Link para a carta

SPX Capital

O Fundo tem uma visão construtiva sobre o crescimento global no curto prazo e disse que o Brasil poderia se beneficiar do aumento dos preços das commodities. SPX aumentou suas participações em ações europeias.

SPX Nimitz Feeder FIC FIM em abril: -0,06%Link para a carta

Verde Asset Management

Navegar nos mercados locais tem sido uma “odisséia extremamente complexa” e nada indica que isso vá melhorar. As pressões fiscais do país não arrefecem com liderança presidencial dúbia sobre o tema, as pressões inflacionárias refletem a alta das commodities e um BRL fraco, e o mercado está empurrando o Banco Central para uma política monetária dura. Verde diz que os preços das ações já refletem um bom grau de otimismo.

Verde FIC FIM em abril: +1,20%Link para a carta

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos