Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.750,22
    +1.458,62 (+1,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.646,03
    -288,18 (-0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    46,09
    +0,45 (+0,99%)
     
  • OURO

    1.842,00
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    19.094,55
    +46,26 (+0,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    365,19
    -14,05 (-3,71%)
     
  • S&P500

    3.699,12
    +32,40 (+0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.218,26
    +248,74 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.550,23
    +59,96 (+0,92%)
     
  • HANG SENG

    26.835,92
    +107,42 (+0,40%)
     
  • NIKKEI

    26.751,24
    -58,13 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    12.509,25
    +47,00 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2497
    +0,0137 (+0,22%)
     

Dez bombeiros participam de churrasco e contraem coronavírus

Colaboradores Yahoo Notícias
·1 minuto de leitura
Oficiais do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal.
Oficiais do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal.

Um churrasco realizado durante a pandemia de coronavírus terminou com ao menos dez oficiais do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal infectados com a Covid-19.

A festa aconteceu no mês passado, para comemorar o término do treinamento e adaptação de voo operacional da aeronave EC 130 B4, de resgate do Gavop (Grupamento de Operação de Aviação Operacional).

O governo do Distrito Federal proibiu eventos e aglomerações para evitar a propagação do coronavírus. Segundo documento do Corpo de Bombeiros Militar, a festa foi realizada na casa do pai de um capitão do grupamento.

O Corpo de Bombeiros informou que quase todos os militares infectados se recuperaram e voltaram às atividades normais. Um processo administrativo foi aberto para investigar se o churrasco configura transgressão disciplinar.

"Os primeiros militares a serem afastados reportaram ter apresentado sintomas [da covid-19] ainda no dia 19 de junho. No dia 22, mais três militares de uma mesma ala apresentaram sintomas [da doença], foram afastados e submetidos a testes, seguindo protocolo adequado. Ao longo dessa mesma semana, novos casos surgiram na unidade", relatou o Corpo de Bombeiros, em nota enviada ao portal UOL.

"Salienta-se ainda que do dia 19 de junho até a data de hoje (25), não houve nenhuma restrição operacional para o serviço aéreo decorrente desses afastamentos. Todas as ocorrências foram atendidas, sem prejuízo algum à sociedade. Dezenas de atendimentos foram feitos e muitas vidas foram salvas", destaca a nota.