Mercado abrirá em 9 h 49 min
  • BOVESPA

    110.925,60
    -1.560,41 (-1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.457,55
    -227,31 (-0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,39
    +0,17 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.812,00
    -3,20 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    16.930,61
    -203,08 (-1,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    401,52
    -4,63 (-1,14%)
     
  • S&P500

    4.076,57
    -3,54 (-0,09%)
     
  • DOW JONES

    34.395,01
    -194,76 (-0,56%)
     
  • FTSE

    7.558,49
    -14,56 (-0,19%)
     
  • HANG SENG

    18.711,63
    -24,81 (-0,13%)
     
  • NIKKEI

    27.688,34
    -537,74 (-1,91%)
     
  • NASDAQ

    12.007,25
    -55,50 (-0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4605
    -0,0049 (-0,09%)
     

Devolves Pix? Veja o que fazer caso mande para a pessoa errada

BC tem ferramenta para devolução do dinheiro para envios em caso de fraude e erros de sistema. (Rafael Henrique/Getty Images)
BC tem ferramenta para devolução do dinheiro para envios em caso de fraude e erros de sistema. (Rafael Henrique/Getty Images)
  • Entre 2020 e 2021, mais de 1 bilhão de transferências foram feitas por meio do Pix;

  • BC criou o MED para lidar com casos específicos de transações incorretas;

  • Confira as dicas do BC para evitar erros ao transferir valores.

Na última semana semana a Globo teve um problema com a ferramenta PIX. A emissora carioca errou os dados da bancários e fez uma transferência de R$ 318 mil para um homem. Ao ver o valor de milhares de reais em sua conta o homem não pensou duas vezes e comprou uma casa.

Desde o seu lançamento, em novembro de 2020, já foram feitas mais de 1,2 bilhão de transferências por meio do Pix até dezembro de 2021. São mais de 117 milhões de clientes cadastrados na ferramenta. Com esses altos números os casos de erro humano acontecem.

Leia Mais:

Saiba o que fazer caso você transfira valores para destinatários errados, como estornar um Pix, o tempo que leva e como evitar os erros no momento de fazer uma transferência por meio da ferramenta. As informações foram levantadas de acordo com as orientações do BC (Banco Central) do Brasil.

Um ano após a criação do Pix, em novembro de 2021, o BC brasileiro criou o MED (Mecanismo Especial de Devolução), um grupo de processos e regras. Nessa ferramenta a devolução de dinheiro enviado por meio do Pix acontece se a transação tiver alguma suspeita de fraude, falha do sistema bancário ou dos clientes envolvidos na transação. Dinheiro enviado por engano não se enquadra no MED.

Em caso de fraude o cliente deve pedir o estorno do valor para o seu banco. Em situações de engano o remetente deve entrar em contato com seu banco de origem e o destinatário que recebeu o valor. Se um cliente receber um valor que não reconhece em sua conta deve contatar o seu banco e o remetente do dinheiro.

Em caso reconhecido de falha do sistema, tanto dos clientes quanto dos bancos, o usuário tem 80 dias para solicitar o MED. As instituições financeiras tem 72 horas para solicitar a devolução e o valor é estornado em até 24 horas, após a aprovação do procedimento.

Veja algumas dicas do BC para evitar enganos na hora de fazer um Pix

  • Confira o nome do destinatário

  • Confira a chave Pix

  • Não transfira valores pedidos por amigos e familiares em aplicativos de conversa

  • Prefira chaves aleatórias, pois um caractere errado invalida a operação

Com informações do InfoMoney.