Mercado fechará em 3 h 19 min

Devido à covid-19, 38 campos de produção de petróleo tiveram operação interrompida em abril

André Ramalho

Desse total, 35 ativos são operados pela Petrobras, dois pela PetroRecôncavo e um pela Energizzi Devido aos efeitos da pandemia da covid-19, 38 campos de produção de óleo e gás tiveram suas respectivas operações interrompidas temporariamente durante abril, segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Divulgação / Petrobras

Desse total, 35 ativos são operados pela Petrobras, dois pela PetroRecôncavo e um pela Energizzi. Foram interrompidas as produções de 21 campos em mar e 17 em terra. Apenas dois campos (Barracuda e Caratinga, da estatal, na Bacia de Campos) voltaram a operar ainda em abril.

Além disso, 66 plataformas foram paradas, dentre elas a unidade Cidade de Mangaratiba, que opera no maior campo do país, Lula, na Bacia de Santos. O ativo ficou parado entre 30 de abril e 9 de maio.

Vale lembrar que, ao fim de março, a Petrobras anunciou a hibernação de 62 plataformas em águas rasas.