Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.921,58
    +363,91 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.877,43
    -40,85 (-0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,81
    +0,76 (+1,05%)
     
  • OURO

    1.785,40
    +0,70 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    50.547,69
    -321,25 (-0,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.317,72
    +12,60 (+0,97%)
     
  • S&P500

    4.692,33
    +5,58 (+0,12%)
     
  • DOW JONES

    35.672,81
    -46,62 (-0,13%)
     
  • FTSE

    7.337,05
    -2,85 (-0,04%)
     
  • HANG SENG

    23.996,87
    +13,21 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    28.860,62
    +405,02 (+1,42%)
     
  • NASDAQ

    16.351,00
    +33,00 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2803
    -0,0594 (-0,94%)
     

Deu ruim? Musk diz que contrato entre Tesla e Hertz "não foi assinado ainda"

·2 min de leitura

O negócio envolvendo a compra de 100 mil carros da Tesla pela locadora de veículos Hertz foi dado como certo no dia 26 de outubro e ganhou uma série de desdobramentos. Nesta sexta-feira (5), no entanto, ao responder a um comentário sobre a disparada das ações na Bolsa, Elon Musk, CEO da montadora, soltou a bomba no Twitter.

“Eu gostaria de enfatizar que nenhum contrato foi assinado ainda”, disparou o CEO. “A Tesla tem muito mais demanda do que produção, portanto, só venderemos carros para a Hertz pela mesma margem que damos para os consumidores. O acordo da Hertz tem efeito zero em nossa economia”, completou.

Os comentários sobre o efeito da transação com a Hertz nas finanças da Tesla foi uma resposta ao noticiário de uma forma geral, que atrelou o fato de a empresa ter ultrapassado o valor de R$ 1 trilhão pela primeira vez justamente após as ações dispararem de preço, algo que ocorreu apenas depois do anúncio da venda de 100 mil carros elétricos para a locadora de veículos.

O que diz a Hertz?

Imagem: Divulgação/Hertz
Imagem: Divulgação/Hertz

O negócio, apesar de ainda não estar com o contrato devidamente assinado, é tão dado como certo pela Hertz que a locadora até anunciou a intenção de ampliar o pedido para 200 mil carros, muito por conta de um acordo paralelo firmado com a Uber nos Estados Unidos.

As declarações de Musk nesta sexta-feira sequer chegaram a abalar a confiança dos representantes da Hertz em ver o combinado ser cumprido. Segundo o Wall Street Journal, o único detalhe pendente no acordo, e que provavelmente está atrasando a assinatura, é em relação ao cronograma de entrega dos carros.

“Conforme anunciamos na semana passada, a Hertz fez um pedido inicial de 100.000 veículos elétricos Tesla e está investindo em uma nova infraestrutura de carregamento de EV em todas as operações globais da empresa. As entregas do Teslas já começaram”, explicou a locadora, em comunicado enviado para a redação do jornal estadunidense.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos