Detidos por suspeita de uso de carne de cavalo são libertados no Reino Unido

Londres, 16 fev (EFE).- Três homens que estavam detidos na Inglaterra e País de Gales, por suspeita de envolvimento com o escândalo da carne de cavalo encontrada em produtos que estavam identificados como de carne bovina, foram postos em liberdade neste sábado, devido ao pagamento de fiança.

As detenções dos três aconteceu na última quinta-feira, em fábricas de processamento industrial de carne, nas localidades na cidade galesa de Aberystwith, pertencente a empresa Farmbox Meats e na inglesa Todmoreden, no Matadouro Peter Boddy.

Segundo a polícia, os homens, suspeitos de terem cometido fraude, foram libertados enquanto seguem as investigações sobre o caso. Todos os três deverão se apresentar em breve a Polícia, para mais esclarecimentos.

As duas fábricas onde ocorreram prisões foram inspecionadas na terça-feira passada, sob suspeita de uso de carne equina para elaborar hambúrgueres identificados como bovinos.

Segundo a Agência de Padrões Alimentícios do Reino Unido (FSA, na sigla em inglês), os testes de produtos suspeitos de conter carne de cavalo seguirão acontecendo nos próximos dias. EFE

Carregando...