Mercado fechará em 1 h 58 min
  • BOVESPA

    110.412,00
    +1.924,12 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.729,52
    +211,22 (+0,41%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,91
    -0,37 (-0,34%)
     
  • OURO

    1.850,90
    +8,80 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    30.073,82
    +168,06 (+0,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    675,72
    +0,84 (+0,12%)
     
  • S&P500

    3.968,71
    +67,35 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    31.883,34
    +621,44 (+1,99%)
     
  • FTSE

    7.513,44
    +123,46 (+1,67%)
     
  • HANG SENG

    20.470,06
    -247,18 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    12.000,75
    +160,00 (+1,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1373
    -0,0155 (-0,30%)
     

Detecção de ransomwares russos caem após sanções contra o país

A Agência Nacional de Segurança dos EUA (NSA, na sigla em inglês) anunciou que o número de ataques ransomware está em queda. A razão para essa situação é que, com as sanções internacionais aplicadas a Rússia por conta do conflito com a Ucrânia, cibercriminosos russos estão com mais dificuldades de se organizar globalmente.

De forma geral, a maioria das gangues responsáveis pela propagação de ransomware estão localizadas na Rússia. Segundo Rob Joyce, diretor de cibersegurança da NSA, a dificuldade em movimentar dinheiro para fora da Rússia por caso das sanções econômicas atrapalha a organização internacional.

Ao mesmo tempo, embora essa queda seja positiva, a ameaça está longe de desaparecer, já que agentes maliciosos de sequestro digital também são criados e organizados em outras partes do planeta, e são constantes as notificações de novos ataques do tipo.

<em>Mesmo com queda em detecção, ransomware ainda é um perigo. (Imagem: Reprodução/Pexels)</em>
Mesmo com queda em detecção, ransomware ainda é um perigo. (Imagem: Reprodução/Pexels)

Além disso, os prejuízos ainda são severos, e variam entre o pagamento de resgate para recuperação dos dados ou mesmo no vazamento público de informações confidenciais, colocando as organizações em situações críticas após serem vítimas desses golpes.

Com isso, mesmo com a queda de detecção de ransomware nos meses recentes, a proteção contra esses ataques ainda é recomendada. Para este fim, indicamos as seguintes dicas:

  • Instrua seus funcionários sobre como proteger o ambiente corporativo por meio de cursos de treinamento variados sobre a segurança digital;

  • Concentre sua estratégia de defesa na detecção de movimentação lateral e na exfiltração de dados para a Internet. Preste atenção especial ao tráfego de saída para detectar conexões de cibercriminosos;

  • Faça backup de seus dados regularmente e verifique se você pode acessá-lo rapidamente em caso de emergência;

  • Use a Inteligência de Ameaças mais recente para ficar ciente das táticas, técnicas e procedimentos (TTPs) que estão sendo usadas pelos agentes de ameaças;

  • Use soluções de detecção de ameaças para encontrar possíveis agentes maliciosos antes que eles prejudiquem e infectem máquinas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos