Mercado fechará em 49 mins
  • BOVESPA

    113.120,37
    +356,11 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.847,22
    -6,15 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,35
    -2,74 (-2,98%)
     
  • OURO

    1.794,70
    -20,80 (-1,15%)
     
  • BTC-USD

    24.108,05
    -188,64 (-0,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    572,41
    -18,36 (-3,11%)
     
  • S&P500

    4.295,21
    +15,06 (+0,35%)
     
  • DOW JONES

    33.889,78
    +128,73 (+0,38%)
     
  • FTSE

    7.509,15
    +8,26 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    20.040,86
    -134,76 (-0,67%)
     
  • NIKKEI

    28.871,78
    +324,80 (+1,14%)
     
  • NASDAQ

    13.678,00
    +100,25 (+0,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1800
    -0,0235 (-0,45%)
     

Destroços espaciais encontrado na Austrália são da SpaceX, de Elon Musk, diz agência

Elon Musk na sede da SpaceX (Foto: AP)
Elon Musk na sede da SpaceX (Foto: AP)
  • Uma cidade agrícola da Austrália recebeu destroços espaciais

  • Agência local confirmou a origem do lixo encontrado

  • Destroços são de nave de Elon Musk

Destroços espaciais encontrados em uma região agrícola próxima da cidade de Dalgety pertence a uma nave da SpaceX. A agência espacial da Austrália confirmou a informação nesta quinta-feira (4). A cápsula foi lançada em 2021 pela empresa do bilionário Elon Musk e caiu na Terra dia 9 de julho deste ano.

"Foi meio excitante e estranho ao mesmo tempo. Encontrar o grande pedaço embutido em um campo vazio me lembrou de algo saído do filme de ficção científica como '2001: Uma Odisséia no Espaço'. É surpreendente ver isso", afirmou à AFP o astrofísico Brad Tucker. Ele foi escolhido para fazer uma inspeção no local.

O órgão espacial australiano pediu que os moradores do local falem com as autoridades sobre qualquer descoberta que houver sobre a SpaceX. A agência quer reduzir os danos que podem ser causados pelo lixo que caiu na região.

A peça encontrada fazia parte de um tronco lançado pela cápsula Crew-1. Existem também relatos de outras partes encontrados em propriedades próximas. Isso pode tornar possível ​​mais descobertas ligadas à missão de Musk. No entanto, a maior parte dos destroços devem ter caído no mar.

"A Agência confirmou que os destroços são de uma missão da SpaceX e continua a trabalhar com nossos colegas nos EUA, bem como de outras partes da Commonwealth e autoridades locais, conforme apropriado", afirmou um porta-voz da Agência Espacial Australiana.

Especialistas apontam que, com o aumento de empresas de turismo espacial em todo o mundo, a quantidade de detritos no solo deve aumentar ao longo dos anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos