Mercado fechará em 6 h 13 min
  • BOVESPA

    109.951,49
    +2.121,77 (+1,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.125,01
    -210,50 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,21
    -0,26 (-0,33%)
     
  • OURO

    1.893,60
    +2,90 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    22.666,09
    -516,07 (-2,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    522,20
    -14,70 (-2,74%)
     
  • S&P500

    4.117,86
    -46,14 (-1,11%)
     
  • DOW JONES

    33.949,01
    -207,68 (-0,61%)
     
  • FTSE

    7.947,39
    +62,22 (+0,79%)
     
  • HANG SENG

    21.624,36
    +340,84 (+1,60%)
     
  • NIKKEI

    27.584,35
    -22,11 (-0,08%)
     
  • NASDAQ

    12.676,50
    +131,25 (+1,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6180
    +0,0506 (+0,91%)
     

Destaques da NASA: nebulosas na constelação de Orion aparecem na imagem do dia

Para a Imagem Astronômica do Dia (APOD) desta quinta-feira, a NASA selecionou uma das visões mais conhecidas pelos astrônomos amadores. Na verdade, é uma das primeiras, senão a primeira, a ser observada no comecinho do aprendizado sobre observação e/ou fotografia de nebulosas.

A região de Orion é uma das favoritas dos astrofotógrafos, popular até mesmo entre os não iniciados em astronomia. É que a constelação que leva este nome possui as estrelas Mintaka, Alnilan e Alnitak, também conhecidas como Três Marias. Esse trio forma o cinturão de Orion, o Caçador, mas a região é muito maior que isso.

Perto das Três Marias, você também encontra as estrelas gigantes Betelgeuse, Rigel, Bellatrix e Saiph, mas a região é muito rica, com objetos menos visíveis. Se você apontar para as Três Marias com um par de binóculos 10x50, poderá encontrar algumas nebulosidades avermelhadas nas proximidades, principalmente a Grande Nebulosa de Orion, pertinho da estrela Iota Orionis B.

Se você usar um pequeno telescópio, a vista pode ser ainda mais deslumbrante por haver ali muitos outros objetos fabulosos, como o IC 434, também conhecido como Nebulosa Cabeça de Cavalo. Este é o objeto central da imagem selecionada pela NASA no seu site APOD, ao lado da NGC 2024, a Nebulosa da Chama.

A Nebulosa da Chama está no lado esquerdo da Cabeça de Cavalo (Imagem: Reprodução/Jason Close/APOD)
A Nebulosa da Chama está no lado esquerdo da Cabeça de Cavalo (Imagem: Reprodução/Jason Close/APOD)

A Cabeça de Cavalo é uma nebulosa escura, formada principalmente por uma nuvem espessa de poeira, que bloqueia a passagem da luz que vem de trás. Já a Nebulosa da Chama é uma nebulosa de emissão destacada pelo brilho de luz ultravioleta energética da estrela

Por fim, a nebulosa de reflexão azulada NGC 2023, logo abaixo da Cabeça do Cavalo. Ela a maior de seu tipo no céu noturno e, ali, novas estrelas se formam.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: