Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.131,73 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,63 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -1,53 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -23,70 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    36.664,75
    -561,72 (-1,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,26 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +77,00 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,08 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -142,00 (-1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    +0,0791 (+1,25%)
     

Destaque no Palmeiras, Zé Rafael agradece Alex por bronca no início da carreira

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·3 minuto de leitura


Zé Rafael tem sido destaque do Palmeiras na temporada. Com cinco gols e cinco assistências no ano, o camisa 8 foi decisivo, mais uma vez, na vitória sobre o Delfin por 3 a 1 na última quarta-feira (25), pela partida de ida das oitavas de final da Libertadores 2020.

Mas se Zé Rafael vem conquistando a torcida alviverde, muito se deve a Alex. Companheiro nos tempos de Coritiba, o ídolo palmeirense alertou para que Zé levasse a carreira mais a sério:

– Em 2012, eu acertei meu retorno ao Coritiba e o Zé Rafael já fazia parte do elenco. Como eu ainda não podia jogar, fiquei treinando com a molecada. Voltei na pré-temporada de 2013 e o Zé estava treinando com o grupo principal. Tecnicamente, eu vi que ele já se sobressaía, além de ter uma força muito boa. Só que ele tinha um problema, como a maioria dos jovens tem… Trabalhava pouco – disse Alex para a “ESPN Brasil”.

Zé Rafael Coritiba
Zé Rafael Coritiba

Zé Rafael com apenas 20 anos em ação pelo Coritiba, em jogo do Campeonato Paranaense de 2013 (Foto: Divulgação/Coritiba)


Não demorou muito para que Zé Rafael tomasse uma chamada de Alex e outros jogadores mais velhos do Coxa, que se incomodavam com a postura de alguns jovens talentos do time paranaense.

– Uma vez, acabou um treino e a gente foi lá fazer o trabalho extra, enquanto ele pegou as coisas e foi embora. Quando vimos o Zé saindo, nós, os jogadores mais velhos, o chamamos de volta para treinar e conversamos com ele. ‘Zé, você tem muito potencial. Mas se trabalhar num nível baixo, você vai ficar no meio do caminho… Se trabalhar alto, o futebol vai sorrir para você, porque qualidade você tem de sobra’. Ele nos ouviu e, daí em diante, começou a treinar de verdade – afirmou Alex.

O ex-camisa 10 que fez história no Palmeiras lembrou dos tempos de Verdão e de como os atletas mais experientes do elenco o ajudaram a aprimorar o seu futebol:

– Eu falo isso porque passei por essa fase também. Quem me ensinou o valor do trabalho duro foram os jogadores do Palmeiras, como César Sampaio, Zinho, Arce…Eles me ofereceram essa situação que o Zé depois pegou no Palmeiras, com caras como Edu Dracena, Felipe Melo… São caras velhos, mas campeões, e ele viu que teria que correr atrás para atingir o nível desse pessoal – completou.

Em seu Twitter, Zé Rafael agradeceu Alex, a quem o atual camisa 8 do Palmeiras chama de padrinho.


Após se destacar na base do Coritiba, Zé Rafael foi emprestado para o Londrina, onde fez boa Série B em 2016 e chamou a atenção do Bahia, que contratou o meia no início de 2017. No Tricolor de Aço, Zé cresceu ainda mais, tanto que fez o Palmeiras apostar na sua contratação para a temporada de 2019.

A diretoria alviverde pagou R$ 14,5 milhões por 70% dos direitos econômicos do atleta de 27 anos, que possui contrato com o Verdão até 2024.

Além de Zé Rafael, o Palmeiras tem outro jovem talento revelado nas categorias de base do Coritiba, e que vem sendo um dos destaques do clube nesta temporada. Trata-se de Raphael Veiga, contratado pelo Verdão após ser uma das revelações do Brasileirão de 2016.