Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,17 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,15 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,23
    -2,65 (-3,49%)
     
  • OURO

    1.865,90
    -50,40 (-2,63%)
     
  • BTC-USD

    22.906,24
    -552,72 (-2,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    535,42
    -1,43 (-0,27%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,89 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.616,50
    -230,25 (-1,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5385
    +0,0488 (+0,89%)
     

Destaque da NASA: lente gravitacional é a foto astronômica do dia

A lente gravitacional causada por MACS0647, um aglomerado de galáxias, é o destaque do site Astronomy Picture of the Day nesta quarta-feira (18). Devido ao fenômeno, a luz emitida por objetos mais distantes ao fundo aparece ampliada.

Esta lente foi registrada em uma imagem capturada pelo telescópio James Webb, que traz alguns detalhes interessantes destacados em branco. Eles pertencem ao sistema MACS0647-JD, que foi ampliado pelo aglomerado e sua imagem pareceu estar em três lugares diferentes.

Veja abaixo:

Lente gravitacional observada pelo telescópio James Webb(Imagem: Reprodução/NASA, ESA, CSA, STScI, Tiger Hsiao, Alyssa Pagan (STScI)
Lente gravitacional observada pelo telescópio James Webb(Imagem: Reprodução/NASA, ESA, CSA, STScI, Tiger Hsiao, Alyssa Pagan (STScI)

Quando foi observada pela primeira vez pelo telescópio Hubble, MACS0647-JD parecia ser apenas uma forma colorida e difusa. Agora, as novas observações revelaram que ali há um pequeno grupo de galáxias de diferentes cores.

Isso sugere que elas têm variação na idade ou na poeira que forma suas estruturas, e revela também galáxias do universo primordial, apenas 100 milhões de anos após o Big Bang.

O que é uma lente gravitacional?

Para entender as lentes gravitacionais, como aquela que você viu na foto acima, precisamos recordar um pouco da Teoria da Relatividade Geral, de Albert Einstein, que descreve que o espaço e tempo existem juntos. Assim, eles formam o espaço-tempo.

A teoria descreve também que os objetos massivos fazem com que o tecido do espaço-tempo seja curvado. Então, conforme a luz viaja, o caminho que ela percorre também sofre esta distorção, e ela precisa passar por ela — eis que surge, então, uma lente gravitacional.

Na prática, quando a luz de um objeto mais distante ao fundo passa por uma lente gravitacional, o caminho que ela segue foi curvado. O resultado disso é uma imagem distorcida do objeto, que amplia sua luz e permite que seja observado mesmo estando distante.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: