Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.811,40
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    17.035,40
    +43,46 (+0,26%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Destaque da NASA: estrelas da Nebulosa do Mago na foto astronômica do dia

A Nebulosa do Mago aparece na foto astronômica destacada no site Astronomy Picture of the Day, nesta segunda-feira (14). Localizada a cerca de 8 mil anos-luz de nós, esta nebulosa é uma região de formação estelar ativa, repleta de belas cores e várias estrelas.

Esta nebulosa envolve um aglomerado estelar aberto NGC 7380, que ainda está em desenvolvimento. Ali, as emissões das estrelas, somadas ao gás e poeira, formaram uma estrutura que, para alguns, lembra o formato de um feiticeiro — daí o apelido da nebulosa.

Confira a imagem:

A Nebulosa do Mago, o lar de um aglomerado estelar (Imagem: Reprodução/Ioan Popa)
A Nebulosa do Mago, o lar de um aglomerado estelar (Imagem: Reprodução/Ioan Popa)

Ali, há gravidade forte o suficiente para dar origem novas estrelas, enquanto os ventos estelares e radiação formam e dissolvem estruturas gasosas alongadas, com formato parecido com o de torres.

O aglomerado estelar NGC 7380 fica na constelação Cepheus, o Cefeu, e abriga estrelas nascidas há cerca de cinco milhões de anos. Portanto, este é um aglomerado estelar relativamente jovem.

O que são aglomerados estelares?

Os aglomerados estelares são grupos de estrelas que têm uma única origem e se mantêm unidas pela gravidade por pelo menos algum período. Eles são estruturas importantes para os astrônomos que estudam estrelas, já que podem revelar informações sobre a evolução e idade delas.

Entre os tipos de aglomerados estelares, estão os abertos, compostos por estrelas nascidas de uma única nuvem molecular gigante. Normalmente, estes aglomerados têm desde algumas dúzias de estrelas até milhares delas.

Já os aglomerados globulares têm de milhares a milhões de estrelas, dispersas em sistemas esféricos e mantidas unidas pela gravidade. Os aglomerados globulares podem ser encontrados no halo que cerca o plano galáctico, e abrigam as estrelas mais antigas das galáxias onde estão.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: