Mercado abrirá em 8 h 31 min
  • BOVESPA

    112.486,01
    +1.576,40 (+1,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.684,86
    +1.510,80 (+3,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,37
    -0,18 (-0,22%)
     
  • OURO

    1.788,60
    +28,70 (+1,63%)
     
  • BTC-USD

    17.154,57
    +209,46 (+1,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    406,80
    +6,11 (+1,52%)
     
  • S&P500

    4.080,11
    +122,48 (+3,09%)
     
  • DOW JONES

    34.589,77
    +737,24 (+2,18%)
     
  • FTSE

    7.573,05
    +61,05 (+0,81%)
     
  • HANG SENG

    18.829,16
    +231,93 (+1,25%)
     
  • NIKKEI

    28.281,04
    +312,05 (+1,12%)
     
  • NASDAQ

    12.031,00
    -11,25 (-0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4067
    +0,0102 (+0,19%)
     

Destaque da NASA: dupla de aglomerados estelares são a foto astronômica do dia

Nesta terça-feira (22), a foto destacada no site Astronomy Picture of the Day traz o par de aglomerados estelares NGC 869 e 884. Eles foram catalogados em 130 a.C. pelo astrônomo grego Hiparco, e ficam a cerca de sete mil anos-luz de nós.

Como eles podem ser facilmente encontrados com binóculos em direção à constelação Perseus, estes aglomerados estelares são objetos bastante procurados por quem costuma observar o céu noturno.

Confira:

Aglomerados estelares NGC 869 e NGC 884 (Imagem: Reprodução/Tommy Lease)
Aglomerados estelares NGC 869 e NGC 884 (Imagem: Reprodução/Tommy Lease)

Também conhecidos como “Chi” e “h” Persei, estes aglomerados estão separados por algumas centenas de anos-luz e são considerados do tipo aberto. Eles são formados por estrelas bastante jovens e de altas temperaturas, quando comparadas com nosso Sol.

Além disso, as estrelas têm idade semelhante, o que sugere que provavelmente nasceram de uma única região de formação estelar.

Os aglomerados estelares abertos

Formados por grupos de estrelas de diferentes tamanhos, os aglomerados estelares abertos podem conter desde algumas dezenas delas até centenas de membros. Ainda, os aglomerados estelares abertos são muito menores e mais dispersos que os aglomerados do tipo globular.

Devido à estrutura aberta e difusa, eles são objetos de baixa estabilidade, e as estrelas que os formam podem acabar dispersas após alguns milhões de anos. Por isso, eles são encontrados em galáxias espirais e irregulares, onde há estrelas em formação.

Eles são objetos de grande interesse para os astrônomos, porque contêm estrelas nascidas aproximadamente ao mesmo tempo, em um único lugar. Assim, os aglomerados estelares abertos são ótimas oportunidades para os cientistas saberem mais sobre os processos de formação e evolução das estrelas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: