Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.797,30
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    17.044,40
    +53,77 (+0,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Destaque da NASA: última selfie da sonda InSight é a foto astronômica do dia

A foto destacada pela NASA nesta sexta-feira (4) no site Astronomy Picture of the Day revela a última “selfie” capturada pela sonda InSight, em Marte. Devido ao excesso de poeira cobrindo os painéis solares do lander, a NASA se prepara para se despedir desta missão, que proporcionou uma série de descobertas sobre Marte e seu interior.

A imagem final da sonda foi capturada em abril, e mostra a grande quantidade de poeira cobrindo os painéis solares da InSight. O acúmulo era tanto que afetou consideravelmente a produção de energia, e a equipe da missão decidiu colocar o braço robótico dela na chamada “pose de aposentadoria”, como uma tentativa de economizar energia.

Veja a foto:

A InSight fez sua última selfie em abril (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)
A InSight fez sua última selfie em abril (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)

A grande quantidade de poeira é resultado das fortes tempestades de areia ocorridas em Marte, ao longo da missão. Os painéis solares já estavam repletos de partículas, mas uma tempestade ocorrida em janeiro acabou deixando-os ainda mais cobertos.

O ocorrido afetou a produção de energia da sonda já naquela época, e a equipe da missão decidiu colocá-la no modo de segurança. Já em fevereiro, ela voltou a produzir energia suficiente para retomar suas operações por mais algum tempo.

A missão InSight em Marte

Lançada em maio de 2018, a missão Interior Exploration using Seismic Investigations, Geodesy and Heat Transport (INSIGHT) chegou a Marte em novembro daquele ano. O objetivo principal era estudar o interior do Planeta Vermelho, para que os cientistas entendessem melhor as camadas de Marte e as comparassem com o que se sabe sobre outros planetas.

Um dos instrumentos principais dela é uma sonda térmica carinhosamente chamada de “toupeira”, que não pôde ser usada. Ela precisava afundar no solo para funcionar, mas quando o lander pousou em Marte, o solo era diferente do que o previsto. Desde então, a InSight vem operando em sua missão estendida, acompanhando tremores sísmicos no planeta.

Após tantos anos em Marte, a produção de energia da InSight vem caindo, impulsionada pela poeira levada aos seus painéis solares com o vento. A equipe da missão decidiu trabalhar com a InSight pelo maior tempo possível com a energia que restou, mas já se preparam para encerrá-la. O fim da missão será declarado somente quando a InSight perder duas sessões de comunicação seguidas com as naves na órbita de Marte.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: