Mercado fechado

Desperdício global de alimentos é pior do que pensávamos

Heesu Lee
Foto: Getty Images

O mundo está jogando fora mais do que o dobro de alimentos do que se pensava, e os ricos são os piores “infratores”, segundo uma nova análise.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

BAIXE O APP DO YAHOO FINANÇAS (ANDROID / iOS)

Em 2011, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura estimou que um terço dos alimentos produzidos para consumo humano era perdido ou desperdiçado. Mas esse número subestima bastante a quantidade de comida que é jogada fora em casa, porque não leva em conta que pessoas ricas desperdiçam mais do que os pobres, segundo análise da Wageningen University & Research.

Leia também

Uma pessoa desperdiça, em média, 527 calorias de alimentos por dia, muito mais do que as 214 calorias por dia estimadas pela FAO para o período 2005-2007 em seu relatório anterior, de acordo com a Wageningen Economic Research, com sede em Haia. Esse número se baseia em dados sobre produção de alimentos, peso corporal e riqueza de países que representavam cerca de 67% da população mundial em 2005.

Os consumidores começavam a jogar fora os alimentos quando seus gastos chegavam a US$ 6,70 por dia, indicando que pessoas em países mais ricos provavelmente desperdiçam mais alimentos. Esse fator pode sinalizar um problema futuro para países em desenvolvimento.

“Se essas economias em crescimento seguirem os mesmos caminhos de crescimento das regiões desenvolvidas, em breve veremos uma evolução de padrões semelhantes de desperdício de alimentos”, segundo o relatório.

O aumento do desperdício de alimentos em todo o mundo é um crescente problema ambiental. Cerca de 10% das emissões de gases de efeito estufa dos países desenvolvidos são derivadas da ingestão de alimentos nunca consumidos, de acordo com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente.