Mercado abrirá em 4 h 35 min
  • BOVESPA

    109.101,99
    +1.088,52 (+1,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.508,35
    -314,88 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,29
    -0,61 (-0,70%)
     
  • OURO

    1.842,70
    +0,10 (+0,01%)
     
  • BTC-USD

    38.843,70
    -3.128,17 (-7,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    917,59
    -77,67 (-7,80%)
     
  • S&P500

    4.482,73
    -50,03 (-1,10%)
     
  • DOW JONES

    34.715,39
    -313,26 (-0,89%)
     
  • FTSE

    7.585,01
    -4,65 (-0,06%)
     
  • HANG SENG

    24.910,12
    -42,23 (-0,17%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.736,25
    -104,75 (-0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1072
    -0,0229 (-0,37%)
     

Desenvolvedora do Pokemon Go quer criar um "metaverso da vida real"

·2 min de leitura
(Photo by Edward Berthelot/Getty Images)
(Photo by Edward Berthelot/Getty Images)
  • Ao invés de querer criar um Metaverso que isole as pessoas em suas casas, a Niantic quer aproximar as pessoas do mundo exterior

  • Empresa recebeu um aporte de R$ 1.7 bilhões para a realização da nova empreitada

  • Niantic é conhecida pelo desenvolvimento do jogo de realidade aumentada Pokemon Go

A Niantic, desenvolvedora do Pokémon Go, popular jogo para smartphone de realidade aumentada (AR), está planejando construir um metaverso do “mundo real” graças a um financiamento recém adquirido.

A empresa anunciou oficialmente na segunda-feira (22) a conclusão de um aporte de US$ 300 milhões (R$ 1.7 bilhões) da Coatue, firma de investimentos com foco em tecnologia, elevando a avaliação da empresa para US$ 9 bilhões (R$ 50 bilhões).

A Coatue é conhecida como uma grande investidora na indústria de criptomoedas e blockchain, apoiando empresas como a empresa de inteligência de blockchain Chainalysis, a startup de criptomoeda Fireblocks, a empresa de segurança de blockchain CertiK e outras.

A empresa também participou recentemente de uma rodada de financiamento de US$ 555 milhões (R$ 3 bilhões) para a startup fintech de criptomoeda MoonPay.

Leia também:

O Metaverso

“A Niantic está construindo uma plataforma para Realidade Aumentada baseada em um mapa 3D do mundo que acreditamos que terá um papel crítico na próxima transição da computação”, disse Matt Mazzeo, sócio geral da Coatue.

“Estamos entusiasmados com a parceria com a Niantic porque vemos essa infraestrutura suportando um metaverso para o mundo real e ajudando a impulsionar a próxima evolução da Internet”, acrescentou.

A Niantic não disse explicitamente que seu metaverso implementaria quaisquer aspectos da tecnologia de blockchain, tokens não fungíveis (NFT) ou criptomoedas.

“Estamos construindo um futuro onde o mundo real é sobreposto com criações digitais, entretenimento e informações, tornando-o mais mágico, divertido e informativo”, disse o fundador e CEO da Niantic, John Hanke.

Uma ideia única

Ao contrário do Facebook, que mudou a marca para Meta em outubro para sinalizar seu compromisso com o desenvolvimento da realidade virtual, a Niantic supostamente quer desenvolver uma tecnologia que aproxime as pessoas do mundo exterior.

“Na Niantic, acreditamos que os humanos são mais felizes quando seu mundo virtual os leva a um mundo físico. Ao contrário de um metaverso de ficção científica, um metaverso do mundo real usará a tecnologia para melhorar nossa experiência do mundo como o conhecemos há milhares de anos”, disse Hanke.

Lançado em 2016, o Pokémon Go da Niantic é um dos jogos para celular de maior sucesso de todos os tempos, supostamente ultrapassando a marca de receita de US$ 5 bilhões (R$ 28 bilhões) no início deste ano.

Alguns participantes da indústria de blockchain se inspiraram no Pokémon Go, com a empresa IoTeX apresentando seu projeto “Pebble Go”, com o objetivo de incorporar dados do mundo real a NFTs usando informações de GPS verificáveis.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos