Desemprego na Espanha chega a 26,02% em 2012

Madri, 24 jan (EFE).- O número de desempregados na Espanha chegou a 26,02% da população ativa em 2012, com um total de 5.965.400 pessoas, depois que 187.300 delas perderam seus cargos no quarto trimestre.

Segundo a pesquisa de População Ativa (EPA) divulgada nesta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), no último ano o desemprego aumentou em 291.700 pessoas, enquanto a ocupação de postos caiu em 850.500.

Esta é a primeira vez que a Espanha supera 26% de desempregados e fica a poucos milhares de chegar a 6 milhões. Apenas no quarto trimestre de 2012 a ocupação diminuiu em 363.300 pessoas.

O desemprego entre os homens aumentou em 2012 em 334.300 pessoas, enquanto o feminino cresceu em 357.400.

Entre os estrangeiros, o desemprego diminuiu em 4.000 pessoas no ano, embora no último trimestre tenha aumentado em 39.400, para 1.221.800 desempregados, e sua taxa tenha alcançado 36,53%.

Os trabalhadores que estão há mais de um ano sem encontrar emprego chegaram ao final de 2012 a 2.789.900.

Por setores, o de serviços foi o que perdeu mais empregos em 2012, seguido pelos de construção, indústria e agricultura.

O aumento do desemprego é a consequência mais grave da crise econômica que a Espanha vive desde 2008, com a economia em recessão e fortes medidas de ajuste do governo para reduzir o déficit público. EFE

Carregando...