Mercado fechado
  • BOVESPA

    123.576,56
    +1.060,82 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.633,91
    +764,43 (+1,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,32
    -0,24 (-0,34%)
     
  • OURO

    1.813,50
    -0,60 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    38.104,01
    -1.000,09 (-2,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    930,61
    -12,83 (-1,36%)
     
  • S&P500

    4.423,15
    +35,99 (+0,82%)
     
  • DOW JONES

    35.116,40
    +278,24 (+0,80%)
     
  • FTSE

    7.105,72
    +24,00 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.564,94
    -76,89 (-0,28%)
     
  • NASDAQ

    15.028,75
    -17,50 (-0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1739
    +0,0084 (+0,14%)
     

Desemprego e inflação em alta põem Brasil no topo da lista de países com maior índice de mal-estar

·1 minuto de leitura

RIO - A combinação de desemprego recorde e inflação alta levou o Brasil a ocupar a segunda pior posição no índice de mal-estar, que inclui 38 nações, entre países-membros da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e o Brasil como convidado.

É o que revela levantamento realizado pelo pesquisador Daniel Duque, do Ibre-FGV (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas), antecipado ao GLOBO.

Dados do IBGE e da OCDE reunidos pelo pesquisador mostram que a taxa de desconforto no Brasil chegou a 19,83% no primeiro trimestre de 2021 e só perde para a Turquia, cuja última taxa registrada se refere ao quarto trimestre de 2020, quando chegou a 26,27%.

O índice de mal-estar ou taxa de desconforto - em inglês, chamada de misery index - une a situação do mercado de trabalho ao comportamento dos preços. E especialistas avaliam que essa taxa ainda pode piorar entre brasileiros.

Entenda os indicadores e o que ainda pode acontecer com o Brasil na íntegra da reportagem exclusiva para assinantes de O GLOBO

*Estagiário, sob supervisão de Danielle Nogueira

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos