Mercado fechado

Descubra se o seu CPF foi usado para pedir o Auxílio Emergencial

Matheus Bigogno Costa

O Auxílio Emergencial, que foi aprovado pelo Governo Federal por conta da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), está pagando a trabalhadores informais, autônomos e beneficiários do Bolsa Família parcelas de R$ 600,00 para que possam ter alguma renda durante a crise.

Para fazer a solicitação do auxílio, é preciso que os trabalhadores comprovem uma renda mínima de até R$ 522,50 por pessoa e forneçam um CPF válido. No entanto, diversos CPFs estão sendo indevidamente utilizados para ter acesso de forma ilegal ao dinheiro do benefício.

Caso os cidadãos queiram fazer a verificação de pedidos indevidos do benefício, podem acessar o site do Dataprev. Se você desconfia que o seu CPF esteja sendo utilizado sem o seu consentimento, confira neste tutorial como realizar a verificação:

Descubra se seu CPF foi usado para solicitar o Auxílio Emergencial

Passo 1: acesse a plataforma do Dataprev. Nâo é preciso realizar nenhum login.

Acesse o site do Dataprev para poder verificar se seu CPF foi utilizado para pedir o Auxílio Emergencial (Captura de tela: Matheus Bigogno)

Passo 2: preencha o número de seu CPF, seu “Nome completo”, o “Nome da Mãe” (caso o nome da mãe seja desconhecido, marque esta opção) e a data de nascimento. Marque a opção “Não sou um robô” e clique “Enviar”, no final do formulário.

Preencha todos os campos indicados, marque a opção "Não sou um robô" e clique em "Enviar" (Captura de tela: Matheus Bigogno)

Passo 3: se o seu CPF não foi utilizado para fazer a solicitação do auxílio, a mensagem “Requerimento não encontrado” será exibida na tela.

Se a mensagem "Requerimento não encontrado" aparecer, o seu CPF não foi usado indevidamente (Captura de tela: Matheus Bigogno)

Passo 4: se a pesquisa mostrar algo diferente do item anterior, é porque o seu CPF pode ter sido indevidamente utilizado para pedir o auxílio. Algumas mensagens que podem ser exibidas são: “Seu Benefício foi aprovado”, “Seu Benefício não foi aprovado”, “Requerimento retido” ou “Dados inconclusivos”.

Se algo diferente aparecer, existe a chance de seu CPF ter sido utilizado sem o seu consentimento (Captura de tela: Bruno Salutes)

Passo 5: nesse caso, você deve registrar uma denúncia no portal Faba.BR (Plataforma Integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação da Controladoria Geral da União). Acessando o site, clique em “Denúncia”, crie uma conta e registre a ocorrência. Caso prefira, pode ligar para 121 ou para o 0800 7070 2003.

Acesse o site Fala.Br e registre uma denúncia sobre o caso (Captura de tela: Matheus Bigogno)

Feito isso, você pode verificar seu o seu CPF foi indevidamente utilizado para fazer a solicitação do Auxílio Emergencial do governo e pode registrar uma denúncia no site Fala.BR ou por telefone.

Fonte: Canaltech