Mercado abrirá em 26 mins
  • BOVESPA

    111.716,00
    -2.354,00 (-2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.395,94
    -928,96 (-2,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,14
    -0,60 (-0,76%)
     
  • OURO

    1.651,20
    -4,40 (-0,27%)
     
  • BTC-USD

    18.926,08
    -169,48 (-0,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    433,91
    -10,62 (-2,39%)
     
  • S&P500

    3.693,23
    -64,76 (-1,72%)
     
  • DOW JONES

    29.590,41
    -486,29 (-1,62%)
     
  • FTSE

    6.963,89
    -54,71 (-0,78%)
     
  • HANG SENG

    17.855,14
    -78,13 (-0,44%)
     
  • NIKKEI

    26.431,55
    -722,28 (-2,66%)
     
  • NASDAQ

    11.327,50
    -49,25 (-0,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1367
    +0,0391 (+0,77%)
     

Descoberta no Nilo ajuda a explicar como as pirâmides do Egito foram erguidas

Consideradas uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo, as pirâmides de Gizé no Egito e, mais especificamente, o processo de construção dessas obras faraônicas ainda reservam muitos mistérios. Agora, uma equipe de pesquisadores franceses descobriu que canais extintos de água do rio Nilo tiveram um papel fundamental no transporte dos blocos de construção.

Publicado na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences (Pnas), o estudo sobre um afluente até então desconhecido do rio Nilo foi liderado por pesquisadores da Universidade de Avignon, na França. A descoberta ajuda a desmascarar o mito de que essas construções foram feitas por alienígenas, como defende o livro Eram os Deuses Astronautas?, do suíço Erich von Däniken.

"Os antigos engenheiros egípcios exploraram um antigo canal do Nilo para transportar materiais de construção e provisões para o planalto de Gizé. No entanto, há uma escassez de evidências ambientais sobre quando, onde e como essas paisagens antigas evoluíram", afirmam os autores franceses.

Como foram construídas as pirâmides no Egito?

Canal extinto do rio Nilo foi fundamental para o transporte de blocos de construção presentes nas pirâmides de Gizé no Egito (Imagem: Osama Elsayed/Unsplash)
Canal extinto do rio Nilo foi fundamental para o transporte de blocos de construção presentes nas pirâmides de Gizé no Egito (Imagem: Osama Elsayed/Unsplash)

Quando pensamos nas pirâmides de Gizé hoje, logo imaginamos um extenso e vasto deserto. Em um primeiro momento, pode parecer até um absurdo a descoberta dos pesquisadores de que um canal do Nilo corria pela região e que este foi responsável por ajudar no transporte dos blocos de construção.

Se a região está atualmente a 8 km do corpo principal do Nilo — uma distância significativa quando se pensa em transportar enormes quantidades de pedra —, a situação era completamente diferente há mais de quatro mil anos, segundo o novo estudo. Isso porque os autores descobriram vestígios do canal conhecido como Khufu, próximo ao planalto de Gizé.

Importância do rio Nilo no transporte dos blocos de construção

"Novas análises paleoecológicas ajudaram a reconstruir uma história fluvial de 8 mil anos do Nilo nesta área, mostrando que as antigas paisagens aquáticas e os níveis mais altos dos rios há cerca de 4,5 mil anos facilitaram a construção do Complexo das Pirâmides de Gizé", afirmam os autores.

A reconstrução da história do canal foi possível a partir do rastreamento de vestígios de mais de 60 espécies de plantas que foram encontradas ao longo da região. Através desses dados, os pesquisadores descobriram que o volume das águas do canal estava mais elevado na época da construção das pirâmides. Posteriormente, o canal que fica em frente ao complexo de Gizé deixou de existir.

A descoberta aproxima a história e a arquelogia dos verdadeiros mecanismos que permitiram a construção das pirâmides do Egito. No entanto, outros mistérios ainda aguardam serem descobertos, como o processo de encaixe dos gigantescos blocos de pedra dentro do labirinto de túneis que foi erguido.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: