Mercado fechado

Descartado coronavírus em franceses hospitalizados em Paraty

A propagação do novo coronavírus

Exames descartaram que o casal de turistas franceses, hospitalizado compulsoriamente em Paraty, na Costa Verde do Rio de Janeiro, estivesse infectado com o novo coronavírus, informaram na noite desta sexta-feira (28) autoridades locais.

Os turistas, com 54 e 57 anos, foram hospitalizados depois que foram considerados suspeitos de serem portadores do coronavírus, ao comparecerem com sintomas de gripe em um hospital da cidade turística.

Apesar de terem manifestado o desejo de deixar a unidade de saúde, um tribunal autorizou que autoridades locais os acompanhassem ao hospital, onde ficaram internados. A corte não forneceu maiores detalhes, alegando segredo de Justiça.

"Estamos aliviados de sair", disse a turista ao jornal O Globo, após receber alta. Antes de ser autorizada a sair do hospital, a turista definiu a situação como "uma loucura".

"Somos prisioneiros no hospital", comentou ao mesmo jornal.

O casal chegou ao país no último 20 de fevereiro, vindos de Barcelona, e na última segunda viajou para a cidade situada na Costa Verde, segundo informações das autoridades locais.

Os turistas foram ao hospital municipal da região depois de apresentarem sintomas de gripe.

Após alguns exames foram classificados como suspeitos de ter o novo coronavírus.

O Brasil confirmou o seu primeiro caso do vírus na última quarta. Um homem de 61 anos, morador de São Paulo, voltou na última semana de uma viagem na Itália, e teve os seus testes com resultado positivo para a doença, permanecendo em isolamento domiciliar.

O protocolo aplicado pelo ministério da Saúde brasileiro prevê que a hospitalização seja considerada apenas de acordo com o estado de saúde do paciente.

As autoridades de Paraty, pequena cidade com menos de 40 mil habitantes, afirmaram que o casal deve continuar hospitalizado até receber os resultados definitivos em 48 horas.

Questionado pela AFP, o consulado francês no Rio não comentou a situação.