Mercado fechará em 2 h 47 min
  • BOVESPA

    111.587,70
    +1.869,77 (+1,70%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.727,69
    +267,14 (+0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    92,15
    -2,19 (-2,32%)
     
  • OURO

    1.814,00
    +6,80 (+0,38%)
     
  • BTC-USD

    24.008,20
    -333,36 (-1,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    570,16
    -1,12 (-0,20%)
     
  • S&P500

    4.253,77
    +46,50 (+1,11%)
     
  • DOW JONES

    33.622,96
    +286,29 (+0,86%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.483,25
    +172,00 (+1,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2122
    -0,1115 (-2,09%)
     

Desaceleração da China se espalha para economias exportadoras

(Bloomberg) -- A desaceleração da China se espalha para os principais países exportadores da Europa e do Leste Asiático por meio da queda na demanda por produtos manufaturados, e já faz com que Alemanha e Coreia do Sul apresentem déficits comerciais raros com a segunda maior economia do mundo.

Com a elevação dos preços globais das commodities, o número oficial para o crescimento das importações chinesas de 1% em junho em relação ao ano anterior camufla um resultado pior para os produtos manufaturados. As importações de produtos de alta tecnologia e bens mecânicos e elétricos caíram cerca de 8% no mês passado, segundo dados da alfândega chinesa. Não parece ter havido uma melhora este mês, com uma queda nas exportações da Coreia do Sul para a China de 2,5% nos primeiros 20 dias de julho.

O declínio deveu-se principalmente ao impacto persistente dos bloqueios para prevenir infecções por Covid-19, que atingiram a confiança de consumidores e empresas, de acordo com Trinh Nguyen, economista de mercados emergentes asiáticos da Natixis. “Os países que estão diretamente expostos à demanda doméstica chinesa, especialmente por bens manufaturados, são mais vulneráveis”, disse ela.

O papel da China como impulsionadora da demanda global por commodities tende a ofuscar o fato de que a maioria de suas importações são produtos manufaturados, tanto para seu mercado interno quanto para montagem de produtos que são exportados. A Alemanha e a Coreia do Sul, que tiveram superávits comerciais com a China durante a maior parte da última década, tiveram déficits no mês passado, segundo dados chineses e coreanos.

A desaceleração da China “vem em um momento ruim para essas economias, pois elas também têm uma conta de importações cada vez maior, enquanto a demanda por suas exportações caiu drasticamente para seu principal cliente”, acrescentou Nguyen.

O que é pior ainda para esses países é que parte da desaceleração nas importações da China é estrutural. As exportações de veículos elétricos da China disparou este ano, e a cadeia de suprimentos de veículos elétricos está mais centrada no próprio país, reduzindo a demanda por autopeças de países como a Coreia do Sul, disse John Gong, professor da Universidade de Economia e Negócios Internacionais em Pequim.

“Os vencedores da pandemia, Coréia e Taiwan, passarão por um período bem difícil, já que a China, os semicondutores e o ciclo global de bens se tornam negativos”, disse Rory Green, chefe de pesquisa para Ásia da TS Lombard.

As exportações do Japão para a China se recuperaram em junho após declínios ano a ano em abril e maio, mas o crescimento pode ser de curta duração, disse Craig Botham, economista-chefe de China na Pantheon Macroeconomics. “Não há esperança para as exportações comuns voltadas para a demanda final, dada a situação péssima em que os consumidores chineses se encontram” e a demanda por bens intermediários também deve cair, disse.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos