Mercado fechado
  • BOVESPA

    130.207,96
    +766,93 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.029,54
    -256,92 (-0,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,93
    +0,05 (+0,07%)
     
  • OURO

    1.864,40
    -1,50 (-0,08%)
     
  • BTC-USD

    40.194,63
    +1.178,18 (+3,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.005,67
    +36,83 (+3,80%)
     
  • S&P500

    4.255,15
    +7,71 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.393,75
    -85,85 (-0,25%)
     
  • FTSE

    7.146,68
    +12,62 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    28.522,50
    -319,63 (-1,11%)
     
  • NIKKEI

    29.380,03
    +218,23 (+0,75%)
     
  • NASDAQ

    14.144,25
    +19,50 (+0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1470
    +0,0155 (+0,25%)
     

Derrota para o Racing marcou feito inédito negativo na história do São Paulo em Libertadores - saiba qual

·2 minuto de leitura

Adotando a controversa estratégia de poupar titulares na Conmebol Libertadores em detrimento das finais do Paulistão, o São Paulo adentrou o gramado do Morumbi, nesta terça-feira (18), precisando de uma vitória para sacramentar sua classificação às oitavas com uma rodada de antecedência. Contudo, a noite parecia realmente não ser dos times brasileiros, que fecharam a noite sem somar pontos em quatro partidas disputadas.

Com seu time alternativo em campo, o Soberano começou a partida muito mal e saiu atrás do marcador logo aos 28' da etapa inicial, gol do zagueiro Joaquín Novillo, com colaboração do jovem Diego Costa. Apesar de ter melhorado na etapa final - principalmente a partir da entrada de alguns titulares -, o time de Hernán Crespo não conseguiu reagir e acabou batido por 1 a 0, revés de caráter histórico para o clube: foi a primeira vez que o São Paulo perdeu em casa para um rival argentino em jogos de Libertadores. A informação é do OptaJavier.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Em entrevista concedida após a partida (via UOL Esportes), Crespo adotou o mesmo discurso da última rodada, quando o Tricolor ficou apenas no empate com o Rentistas: "Acredito que é uma derrota injusta. Jogo muito equilibrado. Eles fizeram o gol e a gente não. Não muda absolutamente tudo o que pensei nos últimos meses. Foi um incidente de percurso", afirmou.

Com a derrota, o São Paulo permaneceu estacionado nos 8 pontos e caiu para a segunda posição do grupo E, ao passo que o Racing foi à liderança com 11 pontos e confirmou sua classificação às oitavas. O Soberano ainda tem chance de carimbar seu passaporte para a próxima fase nesta quinta rodada, mas depende de uma vitória do Sporting Cristal (PER), lanterna da chave com 1 ponto, contra o Rentistas (URU). Se os uruguaios vencerem, o São Paulo vai para a sexta e última rodada ainda batalhando pela classificação.