Deputado quer detalhes de Bernanke sobre programa do Fed

O deputado republicano Jim Jordan, de Ohio, enviou uma carta ao presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, na qual exige que ele forneça mais detalhes sobre o balanço do Fed (o banco central dos EUA) e como pretende reduzir um portfólio de mais de US$ 3 trilhões sem prejudicar a economia.

Jordan, que é presidente do Comitê de Supervisão e Reforma do Governo da Casa dos Representantes, disse, na carta, que as historicamente baixas taxas de juros resultantes das políticas de flexibilização monetária do Fed "têm dificultado o crescimento econômico ao distorcer tradicionais incentivos financeiros."

Em janeiro, a folha de balanço do Fed superou a marca de US$ 3 trilhões pela primeira vez. E ela continua a crescer, à medida que o banco central norte-americano compra US$ 85 bilhões por mês de títulos lastreados em hipotecas e do Tesouro.

"Um portfólio tão grande poderá causar problemas significativos quando o Federal Reserve começar a se desenrolar", escreveu Jordan. "De acordo com os seus próprios economistas, o Federal Reserve poderá perder bilhões de dólares quando começar a vender os títulos."

Atualmente, o Fed tem retornos consideráveis em sua carteira. No entanto, quando a economia dos EUA se fortalecer, o banco central deverá vender títulos como parte da política para restringir o crédito e conter a inflação.

No mês passado, a equipe de economistas do banco central avaliou que terá de vender títulos com perdas e incorrer em maiores gastos com os juros pagos aos bancos sobre as reservas mantidas no Fed.

Um porta-voz do Fed confirmou que a carta foi recebida, mas evitou fazer comentários. Jordan deu prazo até 5 de março para uma resposta de Bernanke. As informações são da Dow Jones.

Carregando...