Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.302,59
    -3.365,19 (-2,91%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.348,94
    -802,44 (-1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,36
    +0,14 (+0,22%)
     
  • OURO

    1.772,20
    -25,70 (-1,43%)
     
  • BTC-USD

    48.995,10
    -4,10 (-0,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,16
    -12,50 (-1,26%)
     
  • S&P500

    3.829,34
    -96,09 (-2,45%)
     
  • DOW JONES

    31.402,01
    -559,85 (-1,75%)
     
  • FTSE

    6.651,96
    -7,01 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    30.074,17
    +355,93 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.168,27
    +496,57 (+1,67%)
     
  • NASDAQ

    12.832,00
    -470,00 (-3,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7369
    +0,1664 (+2,53%)
     

Deputado quer cota de 3% para trans em empresas

JOANA CUNHA
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O deputado federal e ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha (PT-SP) vai apresentar na sexta-feira (29) um projeto de lei que define cota de 3% para travestis ou transsexuais em empresas. A reserva de vagas do texto vale para companhias que recebem incentivos fiscais ou fazem negócios com o governo e possuem mais de cem funcionários. Caso a empresa tenha trainees ou estagiários, deverá seguir a mesma regra para esses grupos. A apresentação do texto será feita no Dia da Visibilidade Trans. O projeto foi escrito em parceria com entidades que representam o grupo.