Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.123,85
    -3.459,16 (-3,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.925,52
    -673,01 (-1,30%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,34
    -0,95 (-1,26%)
     
  • OURO

    1.734,20
    -3,30 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    41.707,38
    -1.584,05 (-3,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.033,22
    -23,93 (-2,26%)
     
  • S&P500

    4.352,63
    -90,48 (-2,04%)
     
  • DOW JONES

    34.299,99
    -569,38 (-1,63%)
     
  • FTSE

    7.028,10
    -35,30 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    24.500,39
    +291,61 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.774,75
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3427
    +0,0359 (+0,57%)
     

Deputado defende trabalho infantil ao comemorar vitória de Rayssa nas Olimpíadas

·2 minuto de leitura
*ARQUIVO* BRASILIA, DF,  BRASIL,  24-09-2015 - O deputado Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, BRASIL, 24-09-2015 - O deputado Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) publicou na madrugada desta segunda-feira (26) um texto em defesa do trabalho infantil e mencionou a skatista maranhense Rayssa Leal, 13, como exemplo para defender o seu posicionamento.

Rayssa, a Fadinha, como é conhecida, conquistou a medalha de prata na categoria street das Olimpíadas de Tóquio-2020. A atleta pratica o esporte desde os seis anos.

"As crianças brasileiras de 13 anos não podem trabalhar, mas a skatista Rayssa Leal ganhou a medalha de prata na Olimpíadas... Ué! É pra pensar... Parabéns a nossa medalhista olímpica! E revisão do Estatuto da Criança e Adolescente já!", disse em suas redes sociais.

Na tarde desta segunda, o deputado voltou a comentar sobre o trabalho infantil e disse que o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) proíbe "qualquer trabalho a menores de quatorze anos".

"Eu defendo a revisão deste artigo no Estatuto da Criança e Adolescente, se atentem para a palavra QUALQUER no texto da lei", escreveu.

De acordo com o advogado Henrique Soares Melo, sócio da área trabalhista do HNM Advogados, o combate ao trabalho infantil está previsto não apenas no ECA, bem como está afixado na Constituição brasileira.

Segundo o especialista, a atividade de Rayssa não se enquadra como trabalho infantil. Ele afirma que para fazer uma mudança na legislação o caminho jurídico seria por meio da proposição de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição).

"A medalhista olímpica não está trabalhando, ela está competindo e para isso ela recebe uma autorização específica para competir mediante a concessão dos pais. Ainda que tenham premiações, ela não cumpre carga horária. É totalmente diferente de você pegar uma criança e permitir que ela faça qualquer tipo de trabalho dentro de uma empresa", afirma.

Melo ressalta que desde 2015, a lei complementar 150, que regulamenta o trabalho doméstico, proíbe esse tipo de atividade para menores de 18 anos.

"A gente sabe que a realidade em todo o Brasil é muito diferente disso. Há muita criança trabalhando com atividade doméstica, mas ela é 100% proibida. Nas empresas, em geral, é possível contratar a partir de 16 anos um adolescente, desde que não seja em atividade insalubre ou perigosa e sempre com a autorização dos pais".

Há exceção, segundo Melo, para atividades artísticas, como no caso de atores mirins, que recebem autorização trabalhista -mas também mediante concessão dos pais.

Em nota, o DEM, partido do deputado, diz que a posição de Sóstenes reflete a opinião pessoal do parlamentar. A sigla afirma que historicamente defende a proteção integral ao Estatuto da Criança e do Adolescente.

"Acreditamos que o apoio ao desenvolvimento seguro e saudável de toda a população, com educação e qualidade de vida, é o melhor caminho para um país mais fortalecido e justo", diz a nota.

Procurado, o deputado não respondeu à reportagem.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos