Mercado fechado

Deputado bolsonarista ameaça Maia em caso de abertura de processo de impeachment

·1 minuto de leitura
BRASILIA, BRAZIL - AUGUST 12: Rodrigo Maia, president of Brazil's Lower House,  and Jair Bolsonaro President of Brazil makes a pronouncement reaffirming his commitment to the government spending ceiling amidst the coronavirus (COVID-19) pandemic at the Alvorada Palace on August 12, 2020 in Brasilia. President of the Senate Davi Alcolumbre, Economy Minister Paulo Guedes and parliamentarians and ministers accompanied. Brazil has over 3.164,000 confirmed positive cases of Coronavirus and has over 104,201 deaths. (Photo by Andressa Anholete/Getty Images)
Rodrigo Maia ameaça abrir processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)

O deputado federal Bibo Nunes (PSL-RS) usou as redes sociais para ameaçar o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

“Se Maia aceitar o pedido de impeachment não terá como circular no plenário da Câmara”, escreveu Nunes, abertamente apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Rodrigo Maia, que deixará o cargo nesta segunda-feira, ameaça abrir um processo de impeachment contra Bolsonaro após o DEM desembarcar da candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP), apoiado por Maia, para apoiar Arthur Lira (PP-AL), candidato de Bolsonaro.

Leia também

À revista Veja, Bibo Nunes declarou que não se trata apenas de uma ameaça. “Aliás, é mais que uma ameaça. É um fato. É o que vai ocorrer. Não ameaço, eu faço. Ele não terá clima na Câmara. Os deputados vão chamá-lo de tudo um pouco. Eu serei um”, afirmou o deputado.

Nesta segunda-feira, o vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), também se manifestou sobre a possível abertura de um processo de impeachment. Na opinião dele, não há motivos para afastar o presidente Jair Bolsonaro.