Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    49.185,13
    -3.969,08 (-7,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Depois de testar em aviões, Airbus abastece helicóptero com óleo de cozinha

·2 min de leitura

A Airbus segue firme em seu propósito de ser uma empresa neutra em emissão de carbono e segue em testes para inserir cada vez mais o combustível de aviação renovável, conhecido como SAF. Depois de testar em aviões, a gigante europeia agora fez exercícios com um de seus helicópteros, o Airbus H255, o primeiro a ser abastecido com derivados de óleo de cozinha e ácidos graxos.

O voo aconteceu em Marignane, cidade francesa que abriga uma das sedes da Airbus, no último dia 10 de novembro. No local, a empresa pode aferir os níveis de consumo e emissão da mistura que abasteceu o helicóptero, mas com toda a segurança. Mesmo que todas as aeronaves fabricadas pelos europeus sejam certificadas para utilizarem o SAF misturado com querosene, a opção nos testes foi de colocar apenas a quantidade suficiente para um dos motores desse veículo, mas sem misturas.

"Embora todos os helicópteros Airbus sejam certificados para voar com uma mistura de até 50% de SAF misturado com querosene, a ambição de nossa empresa é ter seus helicópteros certificados para voar com 100% de SAF dentro de uma década. O voo de hoje é um primeiro passo importante em direção a esse objetivo", disse Stefan Thome, vice-presidente executivo de engenharia e diretor técnico da Airbus Helicopters, em comunicado.

(Imagem: Divulgação/Airbus)
(Imagem: Divulgação/Airbus)

Segundo a Airbus, os resultados foram expressivos. O helicóptero de teste H225 voou com um SAF não misturado derivado de óleo de cozinha usado fornecido pela empresa TotalEnergies, que oferece uma redução líquida de 90% de CO² em comparação com o combustível de aviação normal, o querosene puro derivado do petróleo.

Para impulsionar a implantação de biocombustíveis, a Airbus Helicopters lançou um grupo de usuários de SAF dedicado à comunidade de asas rotativas, sempre muito engajada dentro do universo da aviação. A empresa também começou a usar o combustível sustentável para treinamento e voos de teste em suas unidades na França e na Alemanha.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos