Mercado fechará em 5 h 15 min

Depois estudar criptomoedas, percebi que elas têm valor, diz diretor do Bank of America

·2 min de leitura

Thomas Montag, diretor de operações do Bank of America, revelou que o banco continua com pensamentos positivos sobre as criptomoedas. Segundo ele, as criptos têm valor tanto para pessoas quanto para bancos. As falas ocorreram durante evento da Chainalysis, uma das maiores empresas de rastreamento de criptomoedas.

O Bank of America, um dos maiores bancos do mundo, já havia inserido o Bitcoin e outras criptomoedas em seu setor de pesquisas no mês passado, tentando entender os motivos de sua popularização. Agora que começaram a entender seu apelo, querem participar deste mercado.

As criptomoedas são uma revolução que está acontecendo, sem dependência de bancos ou até mesmo países. A questão atual para eles é apenas uma, participar ou tornar-se obsoletos.

As pessoas querem bitcoin

No mês passado, o Bank of America já havia escolhido um lado nesta batalha que divide pessoas que acreditam no Bitcoin daquelas que não o conhecem. Segundo o banco, o Bitcoin já pode ser visto como um investimento sólido e tradicional, bem como outras moedas estão sendo tratadas como experimentais.

Após o seu setor de pesquisas ter colocado o Bitcoin na mira, o seu diretor de operações, Thomas Montag, começou a entender o valor que as criptomoedas possuem. Bem como a necessidade de estar atento ao valor de novos aplicativos descentralizados, ainda não criados, terão.

“Cheguei à conclusão de que [as criptomoedas] poderiam realmente ter valor e entendi por que podem ter valor para as pessoas. O conceito de armazenamento global de valor e transações globais fizeram sentido para mim.”

Hoje quase todas as pessoas conseguem ter acesso ao Bitcoin de forma prática, o IPO da Coinbase em abril deste ano, por exemplo, foi um sinal para os bancos. Eles precisam entrar neste mercado caso queiram continuar ganhando dinheiro, pois as pessoas querem comprar bitcoin.

Não só bitcoin, mas também blockchain

Montag também fez referências a tecnologia utilizada pelas criptomoedas, a blockchain. Segundo o diretor de operações do BofA, ela pode ser muito útil para pessoas, bancos e países, neste último através de CBDCs (moedas digitais de bancos centrais).

“Eu acredito que algumas das coisas que estão acontecendo hoje proporcionarão aquele salto tecnológico que permitirá que os bancos sejam mais eficientes, [com] menos erros, sejam mais compatíveis”

Não é de hoje que um dos melhores casos de uso do Bitcoin são as remessas interacionais. A facilidade, rapidez e acessibilidade de conversão, envio, recebimento fazem com que o Bitcoin tenha vantagens tanto em relação a outros ativos quanto a serviços. É mais fácil transferir Bitcoin do que ouro, bem como é mais barato e rápido do que usar serviços como Western Union.

Após menosprezar o Bitcoin por mais de dez anos, agora os bancos estão em uma corrida para entender os motivos de sua ampla adoção. Precisando encontrar uma maneira de aproveitá-la a seu favor. Afinal esta revolução está acontecendo com ou sem eles.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos