Mercado fechado

Depois de dois meses longe da COVID-19, Pequim registra dois novos casos

Natalie Rosa

A capital da China, Pequim, acaba de registrar o primeiro caso de COVID-19 em dois meses longe da doença. De acordo com informações da Reuters, o registro foi confirmado no início desta quinta-feira (11), e o paciente é um homem de 52 anos que deu entrada em uma clínica na quarta-feira com febre alta.

Segundo um jornal local, o paciente diz não ter saído da cidade e nem ter tido contato com qualquer outra pessoa que tenha viajado para fora do país nas duas últimas semanas. 

Imagem: Reprodução

No mês passado, a China começou a apresentar novos casos da doença, começando a temer uma segunda onda. O país já foi o epicentro da COVID-19 no mundo, com a maioria dos casos em Wuhan, cidade que começou a retomar as atividades normais entre abril e maio.

Recentemente, estudos apontaram para a possibilidade de o vírus, que se originou em Wuhan, tenha começado a se originar ainda em agosto e não em dezembro, com base em registros de hospitais e a pesquisa pelos sintomas. O país, no entanto, não acredita nessa possibilidade e disse que a pesquisa não tem fundamento. 

Fonte: Canaltech