Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.358,23
    +524,88 (+1,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Depois de 100 anos, a 'Moça' mudou de cara

·1 minuto de leitura

E 100 anos se passaram... Da camponesa às consumidoras, a Nestlé, dona da marca Leite Moça, resolveu inovar e trouxe histórias de sete brasileiras para a embalagem das tradicionais latas do leite condensado. As pessoas foram escolhidas por utilizarem o produto no dia a dia, sobretudo em pequenos negócios. A ação faz parte da campanha "Leite Moça® 100 anos. Tudo que pode dar certo vai dar certo", que celebra o centenário do produto no Brasil, comemorados em 2021.

No lugar da imagem tradicional, serão colocadas Dona Sônia, Bia, Gabriela, Angela, Tia Bena e Terezinha e sua filha Amanda serão representadas nas latas, que chegam em junho aos supermercados. Tia Bena, por exemplo, comanda a Doceria Tia Bena, em São Paulo. Já Gabriela está a frente da marca Pudim Terapia, que surgiu há pouco mais de um ano.

Para a homenagem, 100 histórias de brasileiras foram escolhidas e estão sendo contadas nas redes sociais de Leite Moça, mostrando como a marca impactou as suas vidas.

— De forma inédita, trocamos a moça da lata por mulheres reais que ajudaram a construir essa marca tão amada pelos brasileiros. Trazemos histórias de transformação e crescimento pessoal conquistados usando a marca como aliada na culinária e na confeitaria. Assim, homenageamos a Moça e as moças que fazem parte da sua trajetória — comenta Renata d’Ávila, da FCB Brasil, responsável pela campanha.

O leite condensado Milkmaid chegou ao Brasil em 1890. Mas por aqui ganhou o nome de Leite Moça, em 1921, quando a Nestlé abriu sua primeira fábrica no país.

A Nestlé conta que o nome foi dado espontaneamente pelas consumidoras, inspirado na camponesa que ilustra as latas desde a sua primeira versão.

Confira a campanha em: https://www.instagram.com/leitemocanestle/.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos