Mercado abrirá em 1 h 18 min
  • BOVESPA

    110.140,64
    -1.932,91 (-1,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.874,91
    -1.144,00 (-2,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,85
    -0,03 (-0,04%)
     
  • OURO

    1.924,00
    -6,80 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    23.420,95
    -371,41 (-1,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    534,72
    -10,60 (-1,94%)
     
  • S&P500

    4.179,76
    +60,55 (+1,47%)
     
  • DOW JONES

    34.053,94
    -39,02 (-0,11%)
     
  • FTSE

    7.836,64
    +16,48 (+0,21%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.633,75
    -213,00 (-1,66%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5001
    +0,0104 (+0,19%)
     

Democratas e republicanos preparam plano para evitar crise do teto da dívida

Por Jason Lange

WASHINGTON (Reuters) - Um grupo de parlamentares bipartidário dos Estados Unidos está preparando um plano para neutralizar uma crise iminente sobre o teto da dívida do país, alterando-a de um valor fixo em dólares para uma porcentagem do Produto Interno Bruto, disse o principal republicano do grupo neste domingo.

A proposta substituiria o teto da dívida federal de Washington --atualmente fixado em 31,4 trilhões de dólares-- por uma regra que limitaria a dívida a uma parcela do PIB, disse o deputado Brian Fitzpatrick, copresidente republicano da bancada moderada Problem Solvers Caucus.

Em entrevista à Fox News no domingo, junto ao co-presidente Democrata dos Problem Solvers, Josh Gottheimer, Fitzpatrick disse que o presidente da Câmara dos Deputados, o republicano Kevin McCarthy, assumirá a liderança nas negociações com a Casa Branca sobre o teto da dívida. Mas ele e Gottheimer estavam "colocando carne" no esqueleto de sua proposta para ajudar a evitar uma crise.

"Vamos apenas oferecer... uma possível solução para construir pontes", disse Fitzpatrick.

Na quinta-feira, o governo dos EUA chegou perto de seu limite legal de empréstimos. O Departamento do Tesouro alertou que suas medidas extraordinárias de gestão de caixa só poderiam permitir que o governo pagasse todas as suas contas até o início de junho, momento em que o país poderia correr o risco de não cumprir suas obrigações, inclusive sobre seus títulos de dívida.