Mercado abrirá em 4 h 35 min
  • BOVESPA

    110.672,76
    -3.755,42 (-3,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.402,73
    -283,30 (-0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,33
    -0,63 (-0,76%)
     
  • OURO

    1.775,80
    +5,30 (+0,30%)
     
  • BTC-USD

    63.975,61
    +1.853,61 (+2,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.481,18
    +17,82 (+1,22%)
     
  • S&P500

    4.519,63
    +33,17 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    35.457,31
    +198,70 (+0,56%)
     
  • FTSE

    7.209,90
    -7,63 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    26.080,88
    +293,67 (+1,14%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.389,75
    -8,75 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5114
    +0,0152 (+0,23%)
     

Democratas da Câmara dos EUA admitem redução em projeto de US$3,5 tri de Biden

·2 minuto de leitura

Por David Lawder e Chris Prentice

WASHINGTON (Reuters) - Deputados democratas disseram neste domingo que provavelmente precisarão reduzir o projeto de 3,5 trilhões de dólares em gastos sociais do presidente Joe Biden, enquanto o projeto de infraestrutura bipartidário pode não ser aprovado até o prazo estipulado de 27 de setembro.

A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, também deve segurar o encaminhamento do projeto de infraestrutura de 1,2 trilhão de dólares à sanção de Biden após sua aprovação na Câmara até que o projeto que prevê gastos maiores seja aprovado, disse o presidente do Comitê de Orçamento da Câmara, John Yarmuth, ao "Fox News Sunday" -um movimento que visa garantir que os democratas mais moderados apoiem o projeto.

Os comentários ilustram o difícil caminho que os democratas enfrentam para aprovar a ampla agenda de Biden com pequenas maiorias a cada votação e ferrenha oposição republicana. Os ânimos estão em alta dentro do núcleo democrata, com alas moderadas e progressistas do partido fortemente divididas quanto à escala de gastos.

Os democratas também enfrentam prazos apertados para financiar o governo e aumentar o teto da dívida federal. Falhas em qualquer uma das partes podem afetar a economia e prejudicar a posição do partido junto aos eleitores.

Questionado sobre o valor do aumento dos impostos e dos gastos com creches, educação e energia verde, Yarmuth disse que espera que o valor da proposta "seja um pouco menor que 3,5 trilhões de dólares".

O deputado James Clyburn, o terceiro democrata em ordem hierárquica na Câmara, disse à CNN que o número pode ser menor.

"Podem ser 3,5 (trilhões de dólares), pode ser muito perto disso ou outra coisa. Então, acho que devemos nos concentrar no povo americano para pensar o que é necessário para ficarmos em uma boa situação e então deixar que os números falem por si mesmos", disse Clyburn no programa "State of the Union".

Os democratas pretendem aprovar o grande plano de gastos sem apoio republicano sob as regras de reconciliação do Orçamento e, nesse processo, não podem perder nenhum voto democrata no Senado e apenas três votos na Câmara.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos