Mercado abrirá em 2 h 31 min
  • BOVESPA

    108.651,05
    +248,77 (+0,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.241,81
    -113,05 (-0,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,66
    -0,84 (-0,93%)
     
  • OURO

    1.810,40
    -1,90 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    23.066,50
    -392,41 (-1,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    536,22
    -21,13 (-3,79%)
     
  • S&P500

    4.122,47
    -17,59 (-0,42%)
     
  • DOW JONES

    32.774,41
    -58,13 (-0,18%)
     
  • FTSE

    7.487,95
    -0,20 (-0,00%)
     
  • HANG SENG

    19.610,84
    -392,60 (-1,96%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.071,00
    +39,50 (+0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2626
    +0,0299 (+0,57%)
     

Demissão em massa: SoundCloud anuncia redução de 20% no quadro de funcionários

Demissão em massa: SoundCloud anuncia redução de 20% no quadro de funcionários
Demissão em massa: SoundCloud anuncia redução de 20% no quadro de funcionários (Foto: Rafael Henrique via Getty Images)
  • A SoundCloud informou que as demissões se devem principalmente ao atual clima econômico;

  • Em 2017, a empresa reduziu em cerca de 40% o seu quadro de funcionários;

  • A Tesla , a Substack , a Coinbase e a OpenSea também anunciaram demissões recentemente.

A empresa de streaming SoundCloud está cortando cerca de 20% de sua força de trabalho global. Na última quarta-feira (3), o CEO da companhia, Michael Weissman, enviou um memorando à equipe informando que as demissões se devem principalmente ao atual clima econômico e que os funcionários afetados seriam notificados nos próximos dias.

“A mudança de hoje posiciona o SoundCloud para o longo prazo e nos coloca no caminho da lucratividade sustentada…Já começamos a tomar decisões financeiras prudentes em toda a empresa e isso agora se estende a uma redução em nossa equipe”, escreveu Weissman no memorando.

Em um comunicado à Billboard, um representante do SoundCloud confirmou a notícia e disse: “Durante esse período difícil, estamos focados em fornecer suporte e recursos para aqueles que estão em transição, reforçando nosso compromisso de executar nossa missão de liderar o que vem a seguir na música”.

Em 2017, o SoundCloud reduziu em cerca de 40% o seu quadro de funcionários. Na ocasião, a companhia citou a medida como necessária para o “sucesso independente e de longo prazo”.

Em março de 2021 , o SoundCloud implementou um novo sistema de pagamento que aloca fundos pagos por assinantes ou anunciantes diretamente aos artistas que os fãs escolhem transmitir, em vez de agrupar o dinheiro da assinatura e da publicidade, dividindo-o com base em quais artistas contribuíram com mais streams, como seus concorrentes Spotify e Apple Music. Em julho , eles adotaram um acordo de licenciamento com a Warner Music Group para compartilhar o mesmo sistema de royalties.

A SoundCloud é apenas uma das muitas empresas de tecnologia que anunciaram recentemente demissões. Dente elas, a Tesla , a Substack , a Coinbase e a OpenSea. Em junho, o Spotify disse em um memorando da empresa que reduziria suas contratações em 25% e “avaliaria” o “crescimento do número de funcionários”.

Outras empresas como Google , Twitter e Meta também anunciaram recentemente desacelerações e congelamentos de contratações, enquanto a Apple supostamente pretende desacelerar as contratações em 2023.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos