Mercado fechado

Demanda brasileira por bens industriais caiu 0,2% em 2019, diz Ipea

Gabriel Vasconcelos

Cálculo do instituto considera a produção industrial voltada ao mercado interno com as importações O consumo aparente de bens industriais no Brasil caiu 0,2% em 2019, informou o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O indicador calculado é a soma da produção industrial voltada ao mercado interno com importações, subtraídas as exportações.

Em dezembro, a demanda caiu 4,9% na comparação com novembro de 2019. Isso levou o quarto trimestre de 2019 a registrar um recuo de 1,6% ante terceiro trimestre do ano passado. Ambas comparações são feitas com ajuste sazonal, segundo o Ipea.

Isolando os componentes do consumo aparente, a produção destinada ao mercado nacional (já tirando exportações) caiu 4% em dezembro ante novembro do ano passado, enquanto o consumo de importados recuou 6,2% na mesma comparação.

Na comparação interanual, com dezembro de 2018, a demanda interna por bens industriais recuou 1,6% no último no mês de 2019. Entretanto, no quarto trimestre apresentou um crescimento de 1,6% em relação ao verificado no mesmo período de 2018.

O Ipea lembra ainda que a produção industrial, mensurada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), acumulou baixa de 1,1% em 2019, em linha com a ligeira queda da demanda.