Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.238,75
    +1.571,09 (+1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.887,44
    -344,76 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,50
    +1,07 (+1,25%)
     
  • OURO

    1.843,10
    +30,70 (+1,69%)
     
  • BTC-USD

    41.637,29
    -53,70 (-0,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    988,88
    -5,87 (-0,59%)
     
  • S&P500

    4.531,98
    -45,13 (-0,99%)
     
  • DOW JONES

    35.025,45
    -343,02 (-0,97%)
     
  • FTSE

    7.589,66
    +26,11 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    24.127,85
    +15,07 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    27.467,23
    -790,02 (-2,80%)
     
  • NASDAQ

    15.111,50
    -94,50 (-0,62%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1827
    -0,1244 (-1,97%)
     

Deltacron: mais uma variante do coronavírus é descoberta no Chipre

·2 min de leitura

Uma nova variante do coronavírus SARS-CoV-2 foi, aparentemente, descoberta no Chipre, na região leste do Mediterrâneo, e, por enquanto, recebe o apelido de Deltacron, já que combina características da Delta (B.1.671.2) e da Ômicron (B.1.1.529). A identificação foi feita pelo professor da Universidade do Chipre e chefe do Laboratório de Biotecnologia e Virologia Molecular, Leondios Kostrikis. Até o momento, a Organização Mundial da Saúde (OMS) não se pronunciou sobre o caso.

De acordo com a Bloomberg, Kostrikis e sua equipe encontraram 25 casos da variante Deltacron. No momento, ainda não é possível afirmar se há mais casos da nova cepa do coronavírus e nem quais podem ser os impactos da sua disseminação para a saúde pública.

Pesquisador do Chipre identificou nova variante que mesca características da Delta e da Ômicron (Imagem: Reprodução/Photocreo/Envato)
Pesquisador do Chipre identificou nova variante que mesca características da Delta e da Ômicron (Imagem: Reprodução/Photocreo/Envato)

“Veremos no futuro se essa cepa é mais patológica, contagiosa ou se vai prevalecer” contra as duas cepas dominantes — a Delta e Ômicron —, comentou o cientista. No entanto, Kostrikis entende que a Ômicron deve continuar predominante em todo o mundo, independente da Deltacron.

Após a descoberta da nova variante, os pesquisadores do Chipre enviaram detalhes da descoberta para um banco de dados internacional que rastreia a evolução do coronavírus, o GISAID.

Deltacron é uma nova variante?

Sobre as origens da Deltacron, Kostrikis lembra que "existem, atualmente, co-infecções por Ômicron e Delta e descobrimos esta cepa que é uma combinação das duas”. Em outras palavras, a origem da nova variante pode ser um paciente contaminado pelas duas cepas, de forma simultânea. A partir da interação de ambas no organismo infectado, surgiu a Deltacron.

Por outro lado, cientistas especulam que a descoberta da variante é resultado da contaminação das amostras em laboratório, o que não representaria um risco real na pandemia da covid-19. Em comunicado, divulgado no domingo (9), Kostrikis nega tal risco e defende a formação natural da nova cepa.

Nas próximas semanas, o surgimento e a identificação de novos casos da Deltacron devem permitir uma análise mais precisa da situação pelos cientistas, inclusive de riscos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos