Mercado fechado

Delta vai investir US$ 1 bilhão para reduzir emissões de carbono

O investimento visa reduzir as emissões de todas as atividades da Delta Airlines no mundo a partir de março e por um período de dez anos

A Delta Air Lines anunciou nesta sexta-feira que investirá US$ 1 bilhão na próxima década para reduzir suas emissões de poluentes, tornando-se a primeira grande companhia aérea a se comprometer com o meio ambiente.

"Não há desafio maior do que a imensa necessidade de inovação para um ambiente sustentável, e sabemos que não há uma solução única", disse o CEO Ed Bastian, citado em comunicado.

O investimento visa reduzir as emissões de todas as atividades da Delta no mundo a partir de março e por um período de dez anos.

Sem fornecer detalhes sobre como esse valor será distribuído, a Delta declara que investirá em tecnologias para reduzir as emissões de CO2 das transportadoras aéreas e resíduos. A empresa não diz se as tecnologias de captura e descarte de carbono estão entre as inovações mencionadas.

O setor de aviação responde por aproximadamente 2% das emissões globais de dióxido de carbono, de acordo com a Delta Air Lines. Diante da emergência climática, atores do setor pretendem reduzir drasticamente sua pegada de carbono e, em particular, desejam apresentar um equilíbrio neutro a partir de 2020, apesar do forte aumento esperado no tráfego aéreo nos próximos anos.