Mercado abrirá em 2 h 48 min

Delta reduz em 40% capacidade de voos, maior redução em sua história

Cibelle Bouças

A medida foi adotada como resposta à drástica queda na demanda por voos nos Estados Unidos por causa da pandemia de coronavírus A companhia aérea Delta Air Lines anunciou aos seus funcionários que fará o maior corte da sua história em oferta de voos, com redução de 40% na capacidade total da companhia nos próximos meses.

A informação foi dada pelo presidente da companhia, Ed Bastian, num memorando para seus funcionários. A medida foi adotada como resposta à drástica queda na demanda por voos nos Estados Unidos por causa da pandemoa de coronavírus (covid-19).

No documento, Bastian disse que companhia já havia anunciado a redução na oferta de voos no começo da semana, mas que “a situação piorou consideravelmente”, com grandes eventos públicos cancelados, empresas suspendendo viagens e destinos populares enfrentando restrições de viagens e com a suspensão de voos entre Europa e EUA por um mês.

“A demanda por viagens está diminuindo a um ritmo acelerado diariamente, gerando um impacto sem precedentes nas receitas. Para colocar isso em perspectiva, estamos vendo mais cancelamentos do que novas reservas no próximo mês”, afirmou o executivo.

O presidente da Delta disse que nunca viu uma queda de demanda tão rápida como a vista nos últimos dias.

Para fazer frente à queda na receita, a Delta está adotando uma série de medidas para cortar custos. Entre essas medidas estão a redução da capacidade em 40% e a suspensão de voos para a Europa continental pelos próximos 30 dias, podendo ser estendidos.

A companhia também vai manter em solo até 300 aviões e vai adiar o recebimento de novos aviões para economizar dinheiro. A Delta vai ainda reduzir despesas de capital em pelo menos US$ 2 bilhões no ano, incluindo a postergação de troca de aviões, iniciativas de tecnologia, entre outras ações.

A aérea está ainda oferecendo licenças voluntárias e não remuneradas de curto prazo para os funcionários, com início imediato. A companhia também informou que fará uma redução substancial no uso de consultores e temporários.

Bastian disse que, como parte dos esforços de economia, renuncia a 100% do seu salário nos próximos seis meses.

As ações da Delta fecharam o pregão desta sexta-feira (13) em alta de 13,79% na bolsa de Nova York (Nyse), cotadas a US$ 38,36.