Mercado fechado

Delta Air Lines vê retorno de receita aos níveis pré-pandemia no 2º tri

(Reuters) - A Delta Air Lines projeta que sua receita alcançará o patamar do período anterior à pandemia no segundo trimestre deste ano, uma vez que os consumidores planejam mais viagens mesmo com maiores preços de passagens, acomodações e aluguel de carros.

"A demanda continua apesar de todas as preocupações do mercado" em torno da situação do consumidor, disse o presidente-executivo da Delta, Ed Bastian, em uma conferência.

Os comentários vêm no momento em que o poder de compra do consumidor foi enfraquecido pela alta da inflação e em meio a temores de desaceleração do crescimento global devido a iminentes aumentos nas taxas de juros.

No entanto, as companhias aéreas permanecem otimistas de olho na forte demanda de viagens no verão no Hemisfério Norte. "A recuperação está superando minhas expectativas", acrescentou Bastian.

Quando perguntado sobre preocupações relacionadas a uma possível recessão ou um ambiente de demanda mais fraco, Bastian disse: "Não estamos vendo evidências disso agora".

A Delta estima receita ajustada no segundo trimestre entre 12,4 bilhões e 12,5 bilhões de dólares. A companhia aérea registrou receita de 12,4 bilhões de dólares no trimestre encerrado em junho de 2019.

A empresa também elevou a perspectiva de margem operacional para o trimestre atual para 13% a 14%, em comparação com a projeção anterior de 12% a 14%.

No entanto, os preços mais altos de combustível decorrentes do conflito na Ucrânia fizeram com que a Delta aumentasse a estimativa de preço. A empresa agora espera que o preço do combustível por galão fique entre 3,60 e 3,70 dólares, de 3,20 a 3,35 dólares anteriormente.

(Por Aishwarya Nair em Bengaluru)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos