Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.223,68
    +1.556,02 (+1,46%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.818,97
    -413,23 (-0,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,95
    +1,52 (+1,78%)
     
  • OURO

    1.842,20
    +29,80 (+1,64%)
     
  • BTC-USD

    41.884,57
    +207,42 (+0,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    995,98
    +1,23 (+0,12%)
     
  • S&P500

    4.565,81
    -11,30 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    35.222,38
    -146,09 (-0,41%)
     
  • FTSE

    7.589,66
    +26,11 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    24.127,85
    +15,07 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    27.467,23
    -790,02 (-2,80%)
     
  • NASDAQ

    15.202,50
    -3,50 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1991
    -0,1080 (-1,71%)
     

Delta Air alerta para perdas após lucro mais forte do que esperado no 4º tri

·2 min de leitura

Por Rajesh Kumar Singh

CHICAGO (Reuters) - A Delta Air Lines divulgou nesta quinta-feira lucro trimestral maior devido à forte demanda por viagens de férias, mas alertou para uma perda no trimestre atual até março devido à turbulência causada pela variante do coronavírus Ômicron.

O lucro ajustado da operadora para o quarto trimestre foi de 0,22 dólar por ação, superando a estimativa de analistas de 0,14 dólar por ação e o segundo trimestre seguido de lucro.

A Delta disse que a variante Ômicron provavelmente atrasará a recuperação da demanda de viagens em 60 dias, mas espera que a recuperação venha no feriado do Dia do Presidente em fevereiro.

"Apesar das expectativas de prejuízo no trimestre de março, continuamos posicionados para gerar um lucro saudável nos trimestres de junho, setembro e dezembro, resultando em um lucro significativo em 2022", disse Dan Janki, diretor financeiro da Delta, em comunicado.

O presidente-executivo Ed Bastian disse que a empresa está "confiante em uma forte temporada de viagens, com uma demanda reprimida significativa para viagens de consumo e negócios".

Um aumento nos casos de covid-19, impulsionado pela variante Ômicron, causou estragos no setor aéreo. Um aumento nos casos de funcionários doentes, bem como tempestades de inverno no Hemisfério Norte levaram a cancelamentos em massa de voos.

Desde a véspera de Natal, as companhias aéreas dos Estados Unidos cancelaram mais de 31.300 voos, ou cerca de 7% do total programado, de acordo com o serviço de rastreamento de voos FlightAware. A Delta teve que cancelar mais de dois mil voos.

A companhia aérea, no entanto, disse que sua operação se estabilizou na semana passada, com cancelamentos caindo para menos de 20 voos por dia.

A empresa estima que a receita no trimestre até março atinja de 72% a 76% dos níveis de 2019. A Delta espera restaurar de 83% a 85% da capacidade pré-pandemia no trimestre atual.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos