Mercado fechará em 1 h 51 min

Dell inaugura novo centro de soluções com recursos para clientes de linha B2B

Rafael Arbulu

A Dell Technologies mostrou nesta quinta-feira (05) o seu novo centro de soluções para clientes empresariais. Batizada de “Customer Solution Center” (CSC), a nova estrutura na zona sul de São Paulo permite que os parceiros que utilizem a infraestrutura da Dell para seus produtos simulem situações de carga e estresse, a fim de aferir respostas a erros e situações de risco para que tenham um insight mais firme diante de tais casos ocorrerem no ambiente real.

Durante a apresentação feita para membros convidados da imprensa, a Dell compartilhou alguns detalhes de como funciona a estrutura, que fica localizada no escritório da companhia, na zona sul de São Paulo, perto da estação Granja Julieta. De acordo com Luiz Gonçalves, presidente da Dell Technologies Brasil, o diferencial do CSC é a sua capacidade de operabilidade internacional.

“O nosso CSC é conectado a outras 19 estruturas similares espalhadas pelo mundo”, conta o executivo. “Desta forma, criamos a percepção de um único time, globalizado, com a expertise para oferecer aos nossos clientes e parceiros as soluções mais avançadas para as suas estruturas, ofertas e serviços”.

Trocando em miúdos: no caso de uma empresa buscar uma solução ou situação de teste que a estrutura local brasileira não possa atender, a Dell Technologies consegue acionar um time estrangeiro, obtendo a expertise necessária para levar ao cliente algo mais customizado às suas necessidades.

A inauguração do CSC também reforça uma outra estratégia da Dell Technologies no Brasil: ao posicioná-lo na zona sul de São Paulo, a empresa consegue, de uma só vez, consolidar as operações conduzidas pelos times de vendas, marketing e suporte da empresa, evitando a pulverização das equipes e reunindo todas as capacidades de atendimento sob o mesmo teto. Ou, nos termos usados pelo presidente da empresa, “sinergia entre as áreas em favor do cliente”.

De acordo com a apresentação mostrada, o CSC corresponde a uma estrutura de 450 m², onde estão instaladas cinco salas com conexão Wi-Fi independente para cada uma (três para reuniões, duas para treinamento), além de um showroom de produtos voltados a empresas e alguns para o consumidor final (aqui, contamos com a exibição hands off do Dell Optiplex 7070 Ultra, uma espécie de “barrinha” onde estão todos os componentes de um desktop moderno, a ser acoplado na traseira de um monitor tudo-em-um).

Dell Optiplex 7070 Ultra: um computador inteiro condensado em uma barra pouco maior que um Toblerone (Foto: Rafael Arbulu/Canaltech)

Voltando ao CSC, durante um tour pela estrutura, fomos apresentados a uma tecnologia inédita no Brasil. Assinada pela VERTIV, uma empresa parceira, os gaveteiros correspondentes à estrutura tecnológica da Dell no local trazem todos os recursos inerentes da preservação e monitoramento da saúde do maquinário: circulação de ar para reutilização, controle de temperatura aprimorado e emprego de programação inteligente de ações redundantes a fim de assegurar que todo o sistema funcione em completa capacidade.

A Dell disse que, dentro do novo local, a empresa tem mais autonomia física quanto ao acionamento dessa estrutura: em outro escritório, também na zona sul, a companhia era limitada por percalços físicos — “lá no outro prédio, o andar mal aguentava o peso de todo o maquinário; e às vezes, a energia despendida superava a oferta que vinha da própria rua: aqui, tudo é reforçado e mais moderno, então a tecnologia é acionada integralmente, a todo tempo”.

Ao todo, são 11 países, 19 centros do tipo, todos conectados. Segundo a Dell, o CSC brasileiro já é o segundo mais acionado de todas as Américas, ficando atrás apenas da matriz em Round Rock, no Texas, EUA; além de ser o quarto mais requisitado do mundo.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: