Mercado fechado

Delivery Hero diz que está aberta a acordos com Rappi ou Glovo

Sarah Syed e Giles Turner
·3 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A Delivery Hero disse que tem conversado regularmente com outras empresas de entrega de comida sobre possíveis acordos, refletindo uma corrida do setor rumo à consolidação.

O diretor-presidente da Delivery Hero, Niklas Ostberg, disse que está em constante diálogo com concorrentes, incluindo Rappi e Glovo. “Não estamos mais em uma posição de sentir que precisamos fazer fusões e aquisições, e preferimos investir em nosso negócio”, disse Ostberg em videochamada na terça-feira. “Mas é claro que, se surgirem boas oportunidades, não hesitaremos em aproveitá-las.”

A empresa com sede em Berlim é acionista da Rappi e da Glovo. Em 2018, a Delivery Hero investiu US$ 105 milhões na Rappi e 51 milhões de euros (US$ 58 milhões) na Glovo. As conversas com a Rappi, com sede em Bogotá, têm se concentrado em uma possível aquisição do negócio, disseram duas pessoas com conhecimento da situação.

A Delivery Hero chamou atenção para seu apetite por acordos há uma semana, quando revelou planos para vender até 1,5 bilhão de euros em títulos conversíveis. O dinheiro é destinado “para fins corporativos gerais e para aproveitar oportunidades de investimento atraentes que possam surgir”, afirmou a empresa.

Representantes da Rappi e da Glovo, de Barcelona, não responderam imediatamente a pedidos de comentários fora do horário comercial da Europa. A Rappi foi avaliada em US$ 2,5 bilhões em 2019, e logo depois recebeu investimento de US$ 1 bilhão do SoftBank, tornando-a uma das startups mais valiosas da América Latina.

Grandes acordos

A entrega de comida é um setor com muitos concorrentes, com pouco espaço para ganhos. Desde o mês passado, dois grandes acordos anunciados poderiam posicionar as empresas para um dia gerar lucros. Na Europa, a Just Eat Takeaway.com disse que está comprando a Grubhub por US$ 7,3 bilhões, e o Uber Technologies anunciou a compra da Postmates por US$ 2,65 bilhões.

A Delivery Hero se destaca por sua própria onda de compras. A empresa fez sua maior aquisição em dezembro passado, quando assumiu o controle do maior aplicativo de entrega de comida da Coreia do Sul, o Woowa Brothers, em acordo avaliado em US$ 4 bilhões. Quando a transação for concluída ainda neste ano, a Delivery Hero poderá ser avaliada em cerca de 30 bilhões de euros, disse Ostberg.

Ostberg disse que a Delivery Hero tem caixa suficiente para competir com empresas como Uber Eats e com a Grab, maior plataforma de entrega do Sudeste Asiático. “Gostamos de estar bem capitalizados para o que quer que possa acontecer”, disse.

Comércio rápido

A empresa tem expandido constantemente seu chamado “quick commerce", que entrega pequenos lotes de mantimentos, produtos farmacêuticos, eletrônicos e outros utensílios domésticos para clientes em menos de uma hora. A Delivery Hero oferece esse serviço em 35 mercados.

A Delivery Hero disse em comunicado quarta-feira que os pedidos de comércio rápido cresceram 98% no segundo trimestre. A empresa tem parceria com mais de 20 mil lojas locais e opera mais de 100 pequenos depósitos chamados Dmarts. Ostberg disse que a empresa continuará investindo no comércio rápido e que planeja operar mais de 400 Dmarts até o fim do ano.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.