Deflação dos IGPs deve perder força, diz FGV

A deflação em novembro observada no Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV) deve perder força ao longo do mês, segundo o economista do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV) Salomão Quadros. O índice mostrou queda de 0,28%.

"A deflação do IGP-10 está associada aos produtos agrícolas, cujo processo de desaceleração já atingiu o seu pico e irá se desfazer ao longo do mês. Por quanto tempo isso vai acontecer, não é possível prever. O certo é que não há uma causa macroeconômica para sustentar uma deflação prolongada", disse Quadros.

Para exemplificar a tese de que a deflação está perdendo força, o economista aponta o comportamento de preços da soja no atacado. No indicador anterior divulgado pela FGV, o Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) de outubro, o preço da soja no atacado apresentou deflação de 8,09%, e, no IGP-10, acelerou para -5,96%. "A deflação foi mais aguda no IGP-DI e agora está enfraquecendo", afirmou Quadros.

Carregando...