Mercado fechará em 4 h 18 min
  • BOVESPA

    112.076,98
    +198,45 (+0,18%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.674,83
    0,00 (0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,19
    -0,09 (-0,20%)
     
  • OURO

    1.842,80
    +12,60 (+0,69%)
     
  • BTC-USD

    19.366,72
    +417,47 (+2,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    380,75
    +6,34 (+1,69%)
     
  • S&P500

    3.671,75
    +2,74 (+0,07%)
     
  • DOW JONES

    29.973,62
    +89,83 (+0,30%)
     
  • FTSE

    6.464,26
    +0,87 (+0,01%)
     
  • HANG SENG

    26.728,50
    +195,92 (+0,74%)
     
  • NIKKEI

    26.809,37
    +8,39 (+0,03%)
     
  • NASDAQ

    12.487,00
    +32,75 (+0,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2747
    -0,0451 (-0,71%)
     

Defesa de anticorpos contra Covid cai com o tempo, mostra estudo

Eric Pfanner
·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- As respostas dos anticorpos ao coronavírus podem diminuir com o tempo, de acordo com um estudo que mostrou queda nas defesas naturais em britânicos que haviam sido expostos anteriormente.

Entre 365.000 adultos do Reino Unido selecionados aleatoriamente que se testaram em casa, 4,4% tinham anticorpos em setembro, em comparação com 6% em junho, de acordo com pesquisa publicada na terça-feira pelo Imperial College London e o serviço de votação Ipsos MORI.

O estudo sugere que os anticorpos, um marcador de exposição ao coronavírus, podem não ser duradouros em todas as pessoas infectadas, o que se soma a outras pesquisas que indicam que a imunidade pode ser finita.

Um pequeno mas crescente número de pacientes adoeceu com Covid-19 duas vezes, e não está claro quanto tempo a proteção de anticorpos de qualquer vacina duraria. Algumas vacinas protetoras em desenvolvimento também têm como objetivo estimular as chamadas células T, que podem combater o vírus.

Pessoas com teste positivo, mas sem sintomas de Covid-19, parecem perder anticorpos com mais frequência do que aquelas que sofrem efeitos perceptíveis da doença, mostrou o estudo.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.