Mercado abrirá em 1 h 42 min
  • BOVESPA

    101.915,45
    -898,58 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.698,72
    -97,58 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,01
    +2,83 (+4,28%)
     
  • OURO

    1.784,30
    +7,80 (+0,44%)
     
  • BTC-USD

    57.072,11
    +311,72 (+0,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.469,89
    +27,12 (+1,88%)
     
  • S&P500

    4.567,00
    -88,27 (-1,90%)
     
  • DOW JONES

    34.483,72
    -652,22 (-1,86%)
     
  • FTSE

    7.157,97
    +98,52 (+1,40%)
     
  • HANG SENG

    23.658,92
    +183,66 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    27.935,62
    +113,86 (+0,41%)
     
  • NASDAQ

    16.370,25
    +219,75 (+1,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3961
    +0,0261 (+0,41%)
     

Decreto acaba com fim do distanciamento em SP, mas mantém uso de máscara

·2 min de leitura
*ARQUIVO* São Paulo, SP, Brasil, 17-09-2021: (HOME GENÉRICA DIGITAL): Máscara. (foto Gabriel Cabral/Folhapress)
*ARQUIVO* São Paulo, SP, Brasil, 17-09-2021: (HOME GENÉRICA DIGITAL): Máscara. (foto Gabriel Cabral/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com um decreto publicado na edição desta quinta-feira (28) do Diário Oficial da Cidade, o prefeito Ricardo Nunes (MDB) revogou todas as restrições de ocupação, horário de funcionamento e distanciamento mínimo entre pessoas em estabelecimentos públicos e privados na cidade de São Paulo.

As medidas foram adotadas no início da pandemia de Covid-19, mas a maioria já havia caído, por orientação do próprio governo estadual. O comércio, por exemplo, está com liberação de horário e funcionamento desde o início de setembro.

O rodízio de alunos nas escolas municipais acabou na última segunda-feira e as salas de aula podem voltar a ter 100% de lotação. Por conta de uma lei de agosto de 2020, porém, pais que não se sentirem confortáveis de mandar seus filhos aos colégios, podem continuar com o ensino remoto.

A partir desta segunda (1º), a gestão João Doria (PSDB) vai liberar a volta das torcidas nos estádios, assim como a presença de público em pé em shows e pistas de dança.

O decreto publicado nesta quinta, porém, manteve a obrigação do uso de máscaras, ao contrário da flexibilização de outras capitais, como Rio de Janeiro e Distrito Federal.

No último dia 14, Nunes afirmou em entrevista coletiva que a cidade de São Paulo vai manter a obrigatoriedade do uso de máscara até, pelo menos, até o próximo o dia 10 de novembro, quando deve sair o resultado de um novo inquérito sorológico.

Um estudo elaborado pela prefeitura indicou que 42,2% das pessoas que tiveram contato com pessoas contaminadas pela Covid-19 também desenvolveram a doença, mesmo estando em casa e, a maior parte delas, vacinada. E isso foi decisivo para a manutenção da obrigatoriedade de máscara em ambientes públicos na capital -Nunes chegou a sinalizar que poderia flexibilizar a utilização do equipamento de proteção em 15 de outubro, mas acabou recuando.

O decreto desta quinta também mantém a obrigatoriedade de se apresentar comprovante de vacinação contra o novo coronavírus em eventos com mais de 500 pessoas. Em alguns locais públicos na cidade, como a Câmara Municipal e os fóruns do Tribunal de Justiça, o passaporte de vacina é obrigatório para qualquer um.

O texto também faz um alerta para a revogação do artigo 3º de um outro decreto, de 16 de março de 2020, o que implantou a quarentena no município, em que órgãos públicos poderiam avaliar até a suspensão de serviços para reduzir a aglomeração de pessoas.

Para publicação do decreto, Nunes cita no texto o avanço da vacinação na cidade de São Paulo. Segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde, até o início da tarde desta quarta-feira (27), 93% da população adulta já estava com a imunização completa no município. Entre os adolescentes a partir de 12 anos, todos já receberam ao menos uma dose.

O município, entretanto, ainda tem cerca de 540 mil pessoas que não apareceram para tomar a segunda dose, segundo dados da pasta desta quinta-feira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos