Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,48
    -0,49 (-0,68%)
     
  • OURO

    1.752,30
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    47.169,29
    -703,59 (-1,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.180,31
    -45,22 (-3,69%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.436,04
    -484,72 (-1,95%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.295,75
    -30,25 (-0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1967
    -0,0027 (-0,04%)
     

Debian 11 Bullseye chega em versão estável com dezenas de novidades; saiba tudo

·4 minuto de leitura

A espera pelo novo Debian 11 finalmente acabou: a versão estável conhecida como Bullseye foi lançada oficialmente nesta semana. O desenvolvimento durou exatos dois anos, um mês e nove dias desde a chegada de seu antecessor, mas deve entregar suporte completo pelos próximos cinco anos.

O Debian Bullseye é fruto do trabalho da equipe de segurança e de suporte de longo prazo do sistema operacional, cujo trabalho será focado em ofertar as melhores aplicações e ambientes de área de trabalho para um dos “queridinhos” do universo Linux. A versão atualizada traz correções para falhas mais críticas e outros aprimoramentos.

O novo Debian 11 Bullseye apresenta interface moderna e clean (Imagem: Captura de tela/Canaltech)
O novo Debian 11 Bullseye apresenta interface moderna e clean (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

O lançamento conta com 11.294 novos pacotes, somados para um total de 59.551, o que representa uma redução significativa de 9.519 marcados como obsoletos e removidos. Além disso, do total, 42.821 pacotes foram atualizados e 5.434 pacotes permaneceram sem alterações.

O Debian 11 chega com suporte completo aos seguintes ambientes:

  • Gnome 3.38;

  • KDE Plasma 5.20;

  • LXDE 11;

  • LXQt 0.16;

  • MATE 1.24;

  • Xfce 4.16.

O Bullseye inclui muitos pacotes de software atualizados, cerca de 72% do total, com destaque para o Apache 2.4.48, o GIMP 2.10.22, o GNU Compiler Collection 10.2, o OpenSSH 8.4p1, o Python 3, 3.9.1 e o Samba 4.13. São incontáveis versões aprimoradas dos programas mais populares para oferecer uma experiência mais moderna aos usuários.

Suporte ao exFAT e mudanças na USB

Este é o primeiro Debian a oferecer um núcleo Linux com suporte à leitura e escrita de sistema de arquivos exFAT. Há um conjunto de ferramentas inseridas para criar e verificar este tipo de formato no pacote exfatprogs. Em razão disso, não será mais necessário usar a solução “sistema-de-arquivo-no-espaço-de-usuário(a)” através do pacote exfat-fuse.

O Bullseye é compatível com impressoras mais modernas e é capaz de executar atividades como escaneamento de impressão sem a instalação de drivers. Isso ocorre em razão do novo pacote chamado ipp-usb, que usa o protocolo IPP-sobre-USB, suportado por muitos fabricantes.

O sistema de arquivos aprimorado é um dos destaques do Debian (Imagem: Captura de tela/Canaltech)
O sistema de arquivos aprimorado é um dos destaques do Debian (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

Essa mudança no protocolo de USB também afeta o modo como o sistema operacional lida com dispositivos de rede. É possível usar adaptadores para acesso a internet por meio da famosa porta, tudo graças à infraestrutura oficial e sem driver SANE, com o suporte ao protocolo eSCL.

Armazenamento volátil, novos idiomas e mais arquiteturas

O Systemd agora ativa sua funcionalidade jornal persistente como padrão, com uma salvaguarda implícita para armazenamento volátil. Na prática, isso permite que as pessoas possam desinstalar daemons tradicionais de log e trocá-los somente com o jornal, mesmo que não esteja amparado por recursos especiais.

Para quem gosta de personalização, o Bullseye oferece uma ótima experiência (Imagem: Captura de tela/Canaltech)
Para quem gosta de personalização, o Bullseye oferece uma ótima experiência (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

Para aumentar o suporte em comunidades orientais, o Debian agora tem suporte a idiomas como chinês, coreano, japonês pelo novo método de entrada Fcitx 5. O sucessor do Fcitx4 no buster tem um suporte muito melhor de extensão ao Wayland, o gerenciador de exibição padrão. Isso resulta em suporte a 76 idiomas para interfaces gráficas ou baseadas em texto.

Há suporte ao um total de nove arquiteturas: 64-bit PC / Intel EM64T / x86-64 (amd64), 32-bit PC / Intel IA-32 (i386), 64-bit little-endian Motorola/IBM PowerPC (ppc64el), 64-bit IBM S/390 (s390x), para ARM, armel e armhf para hardware 32-bit mais antigos e mais recentes, mais arm64 para a arquitetura 64-bit AArch64, e para MIPS, arquitetura mipsel (little-endian) para hardware 32-bit e arquitetura mips64el para hardware 64-bit little-endian.

O que já era bom sempre pode melhorar

Com esta ampla seleção de pacotes e o suporte a múltiplas arquiteturas, o Debian se mantém firme no propósito de oferecer um sistema operacional universal. O Bullseye pode ser usado em sistemas desktops e netbooks, além de servidores de variados tipos, como bancos de dados, web e de armazenamento.

O repositório de aplicações traz dezenas de pacotes atualizados (Imagem: Captura de tela/Canaltech)
O repositório de aplicações traz dezenas de pacotes atualizados (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

Quem já era usuário da versão 10 (codinome Buster) receberá o aviso de update automaticamente pela ferramenta de gerenciamento de pacotes APT.

A chegada da versão estável deve oferecer atualizações automáticas para todos os pacotes do repositório e trazer mais estabilidade para o Debian. Se você quer migrar para a nova plataforma, basta acessar o guia de instalação e seguir o passo a passo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos