Mercado abrirá em 8 h 32 min
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,79 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,80 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,62
    +2,13 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.672,60
    +0,60 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    19.131,88
    -176,06 (-0,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    435,02
    -8,41 (-1,90%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,09 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.018,62
    -204,21 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    26.085,54
    +148,33 (+0,57%)
     
  • NASDAQ

    10.984,50
    -51,00 (-0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3114
    +0,0035 (+0,07%)
     

DC revela que o Flash é tão perigoso quanto o Doutor Manhattan

Diferente do que acontece na Marvel Comics, as realidades paralelas e as linhas temporais da DC Comics possuem regras bem estabelecidas há décadas, e, em cada novo grande evento, essas diretrizes ganham mais detalhes. Agora uma nova HQ da editora explica que as ações do Flash Barry Allen o tornam tão perigoso quanto o Doutor Manhattan, de Watchmen.

Atenção para spoiler de Flashpoint Beyond #5!

Na DC Comics, o Hipertempo representa o fluxo interconectado de realidades que se expande constantemente sempre que há alguma alteração no tempo capaz de desviá-lo do universo principal. Ou seja, é com o Hipertempo que compreendemos melhor as alterações de uma linha temporal caso algum herói, por exemplo, mude algo importante nos eventos do passado, presente ou futuro.

E, para monitorar essas ondulações, os Mestres do Tempo, comandados por Rip Hunter, sempre ficam de olho em possíveis distorções de grandes proporções — isso é possível ver facilmente na série DC’s Legends of Tomorrow, do canal CW. Pois bem, como atualmente o Omniverso (sim, os infinitos Multiversos) vem sofrendo com instabilidade, mais detalhes a respeito vieram à tona.

A nova HQ chamada Flashpoint Beyond revisita a saga Ponto de Ignição (ou Flashpoint), em que o Flash Barry Allen tentou alterar o passado para salvar sua mãe e, com isso, causou uma mudança temporal em que Thomas Wayne, por exemplo, tornou-se o Batman, após ver seu filho, Bruce Wayne, ser assassinado. Isso causou distorções temporais no Hipertempo e ajudou a criar a realidade dos Novos 52, o reboot no Multiverso da DC.

Flashpoint Beyond vem explicando melhor as tretas cronológicas da DC, incluindo as participações do Flash e Doutor Manhattan (Imagem: Reprodução/DC Comics)
Flashpoint Beyond vem explicando melhor as tretas cronológicas da DC, incluindo as participações do Flash e Doutor Manhattan (Imagem: Reprodução/DC Comics)

Mais tarde, vimos que os Novos 52 foram mais afetados, na verdade, pelo Doutor Manhattan, que deixou sua realidade do universo de Watchmen para fazer experimentos. A excelente maxissérie Relógio do Juízo Final mostrou que pequenas alterações em eventos do passado da DC causaram o sumiço da Sociedade da Justiça e da Legião dos Super-Heróis — na verdade, foi uma estratégia da editora para “corrigir” a ausência do legado após o reboot; o que, no final, acabou se tornando uma ótima história.

Flash tão poderoso quanto o Doutor Manhattan?

Pois bem, na prévia de Flashpoint Beyond #5, vemos que a DC vem detalhando melhor como essa zona toda funcionou, estabelecendo melhor as regras do novo Hipertempo, no atual Omniverso DC. A história explica que o Omniverso representa o espaço (as realidades paralelas), enquanto o Hipertempo é o tempo (as linhas temporais), formando o que a editora passou a chamar de Divine Continuum (ou “Continuidade Divina”, na tradução livre, que brinca com as iniciais da DC).

A trama mostra que, embora o tempo seja frequentemente adulterado em pequenos graus em todos os Multiversos, algumas criaturas podem causar crises capazes de realizar mudanças devastadoras no fluxo do tempo. Entre os seres citados que podem fazer estão Extant, Gog e Deimos, todos vilões relacionados a sagas temporais.

Trama explica que o Flash Barry Allen é tão perigoso quanto Doutor Manhattan (Imagem: Reprodução/DC Comics)
Trama explica que o Flash Barry Allen é tão perigoso quanto Doutor Manhattan (Imagem: Reprodução/DC Comics)

E, entre os citados também estão o Flash Barry Allen e o Doutor Manhattan, que estiveram intimamente ligados a Ponto de Ignição, Novos 52, Renascimento e Relógio do Juízo Final, outros eventos que mudaram a realidade a partir de distorções no Hipertempo. Ou seja, Allen agora é considerado um herói com um poder tão grande de alteração de tempo que é capaz de rivalizar com os maiores seres já conectados a esse tipo de capacidade.

Já havíamos visto a ligação dos Flash Wally West com o Doutor Manhattan durante histórias recentes, mas agora é que fica mais claro a conexão que a DC faz entre os poderes de ambos. Ainda veremos mais sobre o assunto com as aventuras de Rip Hunter e os Mestres do Tempo em Flashpoint Beyond #5, que será lançado pela DC Comics nesta terça-feira (6).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: