Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,53 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,15 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,39
    -2,49 (-3,28%)
     
  • OURO

    1.877,70
    -53,10 (-2,75%)
     
  • BTC-USD

    22.914,89
    -521,41 (-2,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    535,42
    -1,43 (-0,27%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,89 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,36 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.624,00
    -222,75 (-1,73%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5367
    +0,0470 (+0,86%)
     

Davos 2023: chefe do FMI vê desaceleração do crescimento para 2,7% em 2023

Diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional, Kristalina Georgieva

DAVOS, Suíça (Reuters) - A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional, Kristalina Georgieva, disse nesta segunda-feira que o crescimento econômico global deve desacelerar ainda mais em 2023 para cerca de 2,7%, mas que também deve sair do fundo do poço este ano.

Georgieva disse que os três desafios mais significativos são a guerra Rússia-Ucrânia, a crise do custo de vida e as taxas de juros a um nível nunca visto em décadas.

O mundo tem que se ajustar para uma maior segurança de abastecimento de forma inteligente, acrescentou ela.

(Reportagem de Maha El Dahan)