Mercado fechado

Dataprev entra para lista de estatais qualificadas para privatização

Rafael Bitencourt

A estatal de tecnologia é responsável por fazer o processamento do pagamento dos benefícios do INSS O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto de inclusão da estatal de tecnologia responsável por fazer o processamento do pagamento dos benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a Dataprev, na lista de privatizações do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).

Agência Brasil

O Decreto nº 10.199, de 2020, publicado na edição desta quinta-feira do "Diário Oficial da União" (DOU), também inclui a companhia no Programa Nacional de Desestatização (PND).

Na última quinta-feira, o Valor informou que a Dataprev vai demitir 493 funcionários, 14,6% dos 3.060 servidores da empresa. De acordo com a reportagem, a empresa vai fechar suas filiais em 20 Estados brasileiros, mantendo apenas sete unidades “estratégicas” no país, com o propósito de eliminar o volume de R$ 93 milhões ao ano em despesas.

Combate à fila do INSS

O governo também escalou 49 funcionários da estatal de tecnologia para compor, por prazo indeterminado, a “força de trabalho” do INSS e do Ministério da Economia, engajada em eliminar a fila com 2 milhões de pedidos de aposentadoria.

Do total de servidores deslocados, 19 vão de fato para o INSS e outros 30 para o próprio Ministério da Economia. A decisão consta na Portaria 69/20 da Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal, publicada na edição do DOU.